segunda-feira, 26 de junho de 2017

Afinal o que é um blogger?

Cada vez somos mais não sentem isso? Estão a surgir de todos os lados, todos os dias, com variadíssimas abordagens da vida e normalmente com uma escrita suave e direcionada para jovens ou jovens adultos.
E agora para complicar ainda temos os Vloggers, nascidos da vontade de cada vez temos de ser mais rápidos na comunicação, de atingir as pessoas pelo imediato, pela surpresa, pelo poder da imagem.
Hoje ao almoço ouvi esta pergunta, feita por um jovem com alguma idade e que genuinamente não conseguia identificar este fenómeno que leva tanta gente a partilhar na web tanta informação, de forma voraz, avassaladora, carregada de imagens, de sentimentos, apelando à emoção, numa relação tão próxima com quem nos é tão distante.
 Mas afinal quem somos nós, os bloggers, estes comunicadores mais ou menos espontâneos que retiram horas de vida real para partilhar sentimentos ou simplesmente informação nas redes sociais? E porque nos alimentamos de gostos, de seguidores totalmente desconhecidos ou de pequenos prazeres como ouvir da boca de quem nunca vimos algo tão delicioso como “conheço perfeitamente o seu blog, gosto e costumo segui-lo”.
Não tenham fantasias, este não é um fenómeno novo, é um simples efeito da evolução, dos tempos modernos.
Quem se lembra do tempo das rádios piratas, onde me iniciei como jornalista e onde vivi os meses mais divertidos da minha vida, na extinta Radio Margem nas Caldas da Rainha, num tempo em que os dias duravam meses para nossa grande felicidade, sabe do que estou a falar. Esses sim foram tempos pioneiros em que a minha voz chegava diariamente a casa e a minha mãe chamava as vizinhas para ouvirem a filha a ler as notícias. Porque foram um sucesso as rádios piratas, de onde saíram grandes jornalistas e grandes comunicadores? Porque foram as primeiras a descobrir que o segredo do sucesso estava na proximidade com os ouvintes e na comunicação informal.
Os blogs estão hoje para a sociedade como na altura estavam as rádios piratas para as localidades e até que venha uma lei por ordem nisto, calar-nos a todos e só deixar vivos os que nasceram para sobreviver, esta forma de comunicar não vai desaparecer porque é a que está mais próxima das pessoas. Os bloggers são os vizinhos do lado, aquela prima que é tão bonita e boa rapariga ou o jovem que vive no terceiro direito e que é tão simpático. E hoje já são tantos que todos conhecem um blogger. Mas o mais importante é que se eles o dizem é porque é verdade, porque a relação de proximidade aproxima as pessoas conferindo assim credibilidade ao que é escrito. Numa outra fase, quando já se conquistaram todos os amigos, familiares e afins e a mancha de seguidores atinge um volume quase assustador, é o poder da escrita e da imagem de quem tem muitos seguidores, fazendo surgir os influenciadores nas compras e nas opções de vida.
Enquanto nos tempos saudosos das rádios piratas as marcas não perceberam o alcance deste fenómeno social sendo a sobrevivência ditada pela compra de publicidade ao amigo angariador, hoje em dia esta inocência perdeu-se estando as marcas bastante atentas aos fenómenos sociais e à procura de formas de chegar ao público. O grande impacto é assim ditado de um lado pelo público, que procura confiança e pelas marcas atentas a estes comportamentos. O que acontece pelo meio? Nós os bloggers criamos o mito de que esta é uma vida fantástica, super cor-de-rosa, repleta de cor e de purpurinas. E é mesmo assim? Não sei depende, diria que como tudo na vida tem dias….mas de algo eu tenho a certeza, ainda vou dizer, daqui a uns bons pares de anos, que durante o tempo que fui blogger vivi das fases mais giras da minha vida.
 
Texto dedicado a todos os que viveram intensamente os tempos das rádios piratas e que não entendem porque não existem blogs para os mais velhos.

domingo, 25 de junho de 2017

Terraço do Marquês – O segredo mais bem guardado em Lisboa


Imagine que podia almoçar mesmo no centro de Lisboa, lá no alto, com o olhar a perder-se pelo Marques de Pombal e pelo Parque Eduardo VII, sem ouvir barulho nem sentir a confusão do centro da cidade.
Imagine que existia um bar esplanada, todo em vidro, aberto e arejado no verão e quente e acolhedor no inverno, mesmo ao pé da Estação de Metro do Marques de Pombal e a 2 ou 3 minutos a pé de dois parques de estacionamento subterrâneos, onde podia relaxar com um grupo de amigos ou numa reunião de negócios, à volta de comida agradável e saborosa sem a confusão típica do centro da cidade
Imagine que procurava um espaço, um terraço, para um evento ou uma ativação de marca, descomplicado e com energia positiva.
Se imagina tudo isto é porque nunca foi ao Terraço do Marques, porque se já lá foi já não imagina, simplesmente encontrou. E foi exatamente o que me aconteceu na semana passada. Enquanto petisquei uns Shots de Gaspacho, Espetadas de Salmão com Sementes de Sésamo, Ceviche de Espadarte, Peixinhos da Horta com Maionese de Ervas, Gambas Panadas com molho Tomkastsu, questionei-me como é que foi possível nunca ter vindo aqui almoçar, em trabalho ou com amigos e foram tantas vezes que procurei um sitio ainda calmo e bastante central em Lisboa. A resposta veio de imediato há minha cabeça: sempre imaginei que o Terraço do Marquês fosse caríssimo porque desconhecia os menus de almoço no valor de 10€ e que inclui o prato do dia, bebida e café.
Assim é tudo mais simples, ao almoço, nos dias uteis, existe uma opção mais simples, o menu, embora seja possível pedir à carta. Ao jantar ou ao fim de semana esta opção não existe.
 O Terraço do Marquês começou como um quiosque, tendo passado a Bar-Esplanada em 2016. O menu é bastante variado mas para mim, o que ainda hoje, passados já alguns dias, me faz salivar, é o fantástico entrecôte (18€). Dizem que que é assim porque servem a melhor carne no mundo, vinda diretamente de San Sebastian para o centro da nossa capital. Acho que deve ser verdade porque o sabor e a textura, para mim perfeitas, fazem-me apetecer voltar. Espera-se para breve novidades na carta mas o entrecôte, um prato vencedor, irá manter-se e ainda bem.
Sendo um espaço muito funcional adapta-se facilmente aos pedidos do cliente e a sua extraordinária localização faz dele um local excelente para a realização de eventos. O terraço e a sua vista deslumbrante completam o que se procura nestas ocasiões.
Existe ainda a opção de menus (22€ e 26€) para grupos e mediante reserva antecipada.
Foi sem dúvida uma boa surpresa e eu que me imagino uma “alfacinha de gema” não paro de me surpreender nesta maravilhosa cidade que se reinventa a cada momento.   














        

Avião da TAP com Pintura "Retro" Sobrevoa Portugal Esta Segunda Feira




Amanhã levantem bem a cabeça para o céu, eu vou levar a minha máquina comigo.


Amanhã é um dia especial porque o “Portugal” descolará de Lisboa pelas 9:00, rumo ao Porto. Na Invicta, irá sobrevoar a Foz e fará a primeira passagem baixa na pista do Aeroporto Sá Carneiro, pelas 10:00. De regresso a Lisboa, sobrevoará Cascais, a ponte 25 de Abril e, pelas 11:30, fará uma passagem baixa na pista, antes de aterrar no Aeroporto Humberto Delgado. Não vai ser fantástico?

Esta é a primeira aeronave da TAP a exibir uma pintura “retro”. O Airbus A330-300, batizado de “Portugal” é um tributo da TAP à sua já longa história, que é também a história do País. Hoje como outrora, a TAP cruza os céus em nome de Portugal e dos Portugueses, já lá vão 72 anos.

 

A pintura do novo avião “Portugal” faz parte de um conjunto de ações programadas pela companhia para celebrar essa ligação histórica e indissociável entre a TAP e Portugal.

 

Antes de iniciar os voos comerciais de longo curso, em que irá promover Portugal além-fronteiras, da América do Norte à América do Sul, passando por África, o “Portugal” apresenta-se esta segunda-feira, dia 26, num primeiro voo nacional de demonstração. 

 

Quem voou nas décadas de 50, 60 e 70 vai emocionar-se ao recordar estas cores antigas. E quem nunca voou, também. É um ícone a que é impossível ficar indiferente. A todos, a TAP apela a que vejam o “Portugal” voar. Basta olhar para o céu amanhã de manhã.

  

O avião:

 

O “Portugal” é um dos três Airbus A330-300 que a TAP recebe este verão e que contribuem para o aumento de capacidade da companhia face à abertura de novas rotas, nomeadamente a rota de longo curso para o Canadá (Toronto), inaugurada a 10 de junho.

 

Com a matrícula CS-TOV, tem capacidade para 285 passageiros e ostenta a imagem corporativa da TAP utilizada entre os anos 50 e 70. É recriada, de forma fiel, a tipografia ‘Transportes Aéreos Portugueses’ e o logotipo da companhia na época, popularmente conhecido como “Passarola”.

 

Este é o segundo avião da TAP a receber o nome do País. O primeiro a chamar-se “Portugal” foi um Boeing 747-200, recebido pela TAP em fevereiro de 1972.

 

A imagem clássica escolhida para este avião “retro”, a mais emblemática antiga identidade corporativa da companhia, foi utilizada pela primeira vez no avião Lockheed Super Constellation, recebido pela TAP em julho de 1955, tendo o Boeing 727-200 sido o último a exibi-la.

 

Agora, é um moderno Airbus A330-300 a vestir estas “cores”. O significado que elas carregam, esse, é o mesmo e a TAP chama-lhe Portugal.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Padaria da Esquina entre os Melhores do Ano no Brasil

 
A Padaria da Esquina do Grupo Vítor Sobral, localizada em São Paulo, acaba de ser distinguida com os prémios de Melhor Padaria e de Melhor Café da Manhã pela revista Prazeres da Mesa, uma das mais reconhecidas do Brasil na área da gastronomia, que todos os anos elege os Melhores do Ano. Também a Tasca da Esquina de São Paulo, do mesmo Grupo, mereceu a atenção da revista, tendo ficado nos finalistas na categoria de Melhor Sobremesa. 
“Estas distinções, num mercado tão importante como é o brasileiro, têm sido continuas, o que aumenta a valorização da gastronomia portuguesa no Brasil, e são extremamente importantes para o Grupo, revelando um reconhecimento do trabalho que a equipa da Esquina tem desenvolvido”, refere o chef Vítor Sobral. 
Nos prémios da revista Prazeres da Mesa, um grupo de mais de 150 especialistas da área, entre chefs, críticos e jornalistas, elege os melhores do ano de cada categoria, que depois são votados pelo público.
O Grupo Vítor Sobral, liderado pelos chefs Vítor Sobral, Hugo Nascimento e Luís Espadana, conquistou os brasileiros através dos sabores típicos portugueses.
 

quarta-feira, 21 de junho de 2017

PASSATEMPO ENTRADAS PARA A FIA 2017 – Concorra!


A FIA 2017 faz este ano 30 anos e para ajudar à festa temos 6 entradas duplas para quem nos acompanha.

Para se habilitar basta colocar um like na pagina de Facebook do blog Teresa Vai de Férias https://www.facebook.com/teresavaideferias/ e da FIA https://www.facebook.com/fiafeirainternacionaldeartesanato/.

Depois é deixar mensagem privada na página de Facebook do blog Teresa Vai de Férias com uma boa razão para ganhar as entradas. Os mais originais serão contactados para entregarmos os bilhetes. Este passatempo começa agora e termina dia 23 de junho às 17h00.

Participe e boa sorte!  




É já de 24 de Junho a 2 de Julho que a FIA Lisboa 2017 – Feira Internacional do Artesanato, comemora o seu 30º aniversário, brindando os visitantes com peças de artesanato, sabores, danças e tradições dos quatro cantos do mundo, celebrando na FIL o grande encontro de culturas. Durante 9 dias, a FIL será a plataforma de excelência para a promoção da identidade e desenvolvimento dos territórios nacionais e internacionais, tanto a nível económico, como cultural e turístico.
Com organização da Fundação AIP, em colaboração com o IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional, a FIA Lisboa junta num só espaço a diversidade de produtos com origem no Património Material e Imaterial, aproveitamento de recursos naturais e agentes económicos associados à criatividade, inovação e talento, promovendo o desenvolvimento dos territórios nacionais e internacionais.
São mais de 400 entidades e empresas, entre artesãos nacionais e internacionais, entidades ligadas ao desenvolvimento rural e regional e agentes na área da gastronomia artesanal e tradicional e restauração que já confirmaram a presença na 30ª edição da FIA Lisboa 2017.



terça-feira, 20 de junho de 2017

Sugestões à volta da música

Depois do sucesso da série, Soy Luna, no Disney Channel e da tournée de 2017, Soy Luna Live esgotada na América Latina, chega à Europa onde vai passar por várias cidades em 2018, incluindo Lisboa, no dia 20 de Janeiro.O espetáculo em Lisboa terá lugar no MEO Arena.
 Este concerto dará aos fãs europeus de Soy Luna a oportunidade de verem as suas estrelas favoritas, Karol Sevilla e Ruggero Pasquarelli (Luna e Matteo) a interpretarem muitos êxitos da série, ao vivo.
Estarão acompanhados por Valentina Zenere, Michael Ronda, Carolina Kopelioff, Katja Martínez, Malena Ratner, Chiara Parravicini, Jorge López, Ana Jara, Lionel Ferro e Gastón Vietto, uma equipa de enérgicos bailarinos e uma sensacional banda. O espetáculo Soy Luna Live vai cativar o público de toda a Europa, com cenários, coreografias e um guarda-roupa incríveis que farão com que seja um concerto e uma experiência imperdível para os fãs.
A tournée de Soy Luna começou no início deste ano na América Latina e esgotou no Chile, Uruguai, Paraguai, Equador, Colômbia e México.
A série alcançou inúmeros fãs em toda a Europa, Médio Oriente e África desde março de 2016. Só no território de EMEA, a primeira temporada da série conquistou 29 milhões de telespectadores. Para além do sucesso televisivo, a série é um êxito em livros, música, apps, revistas e produtos de consumo. A música de Soy Luna também é um sucesso: os álbuns lançados, Soy Luna e Música en Tí, já foram ouvidos mais de 32 milhões de vezes no Spotify, têm 205 milhões de visualizações no VEVO e ganharam discos de Platina e Ouro.
Ritch Sibthorpe, Managing Director da Disney Music Group EMEA, afirma: “Soy Luna ganhou uma legião de fãs em todo o mundo devido à combinação vencedora de música que fica no ouvido, drama, comédia e romance, tudo reunido num cenário apaixonante de patinagem. Trazer o espetáculo à Europa é um passo natural para que possamos criar experiências novas e significativas para os fãs da série."
 

PALCO COMÉDIA DO NOS ALIVE'17 APRESENTA CARTAZ COMPLETO
O Palco Comédia do NOS Alive’17 está de regresso ao Passeio Marítimo de Algés com um cartaz que reúne alguns dos melhores nomes da comédia atual. Daniel Sloss, Nilton, Salvador Martinha, Aldo Lima, Filomena Cautela, Hugo Sousa, Guilherme Geirinhas, Manos Duarte (Jel e Vasco), Carlos Coutinho Vilhena, Falta de Chá (Guilherme Duarte e Ricardo Cardoso), Manel Cardoso e Guilherme Fonseca são alguns dos nomes que sobem ao palco mais divertido do País.
O dia 06 de julho, dia de arranque do NOS Alive’17, vai receber em palco o britânico Daniel Sloss. O top stand-up comedian atingiu o estrelato logo na adolescência, tendo percorrido os maiores festivais de comédia e alguns dos grandes talk shows norte-americanos (Conan, The Late Late Show with Craig Ferguson). Com diversos espetáculos em nome próprio, Daniel Sloss estreia-se em Portugal com uma participação imperdível no NOS Alive’17. Neste mesmo dia sobe a palco o gigante Aldo Lima. A sua fama é indiscutível, bem como a sua capacidade para fazer rir. Um génio do stand-up que vai garantir momentos únicos no Palco Comédia. Para assegurar um cartaz ainda mais de luxo, o NOS Alive convidou também para dia 06 de julho Guilherme Geirinhas. Um mestre de fazer rir, não só pela presença no coletivo Bumerangue, como pelos seus fortíssimos sketches online que têm conquistado fãs a olhos vistos.
E porque rir nunca é demais, a este dia, junta-se a dupla Falta de Chá, composta por Guilherme Duarte e Ricardo Cardoso. O que lhes falta em comportamento sobra em humor. Guilherme e Ricardo investiram forte nos sketches online e o resultado é um país rendido. Se separados já são figuras de culto, em dupla arrasam. As talentosas e irreverentes imitações de Francisco Salema Garção vão também dar o ar da sua graça no Palco Comédia dia 06 de julho. Já a host deste primeiro dia será Melânia Gomes. Uma mulher de humor forte, que conquistou tudo e todos com as suas personagens que satirizam de forma única os costumes.
Dia 07 de julho não fica atrás e o cartaz volta a apresentar alguns dos mais fortes nomes da comédia. Nilton não deixa pedra sobre pedra. Com uma já longa carreira no humor fez de tudo um pouco e sempre com resultados impressionantes na rádio, televisão, livros e claro, as clássicas partidas telefónicas. Uma atuação a não perder no NOS Alive’17. Pelo Palco Comédia passa também neste dia Filomena Cautela. A conhecida cara da RTP promete dar um bom tratamento de humor aos festivaleiros. Conhecida pela sua inteligência e espontaneidade, o seu humor imprevisível vai deixar vontade de não desviar a atenção do palco.
Um cartaz que promete juntar a nata da comédia atual tem que contar com os Manos Duarte. Os manos são Jel e Vasco, famigerados criadores do programa “Vai Tudo Abaixo” e dos icónicos personagens “Homens da Luta”. Ao vivo, o seu humor não dá tréguas – quando um diz mata o outro diz esfola. Um stand-up act a não perder. Manuel Cardoso, mais uma estrela do coletivo “Bumerangue” que está a dar nas vistas em nome próprio, vai provar dia 07 de julho no NOS Alive’17 porque é um sério talento do humor. Ainda neste mesmo dia Carlos Pereira vai reunir os seus sketches e vídeos conhecidos através do comicalate.com e mostrar o seu humor único e característico. Quem não adora a Bumba na Fofinha? Pois é, a moderar o Palco Comédia no segundo dia do NOS Alive’17 está Mariana Cabral a autora desta fabulosa personagem fictícia.
O dia que encerra a 11.ª edição do NOS Alive, 08 de julho, não pode ficar atrás e por isso mesmo o alinhamento volta a arrasar. Salvador Martinha leva até ao Palco Comédia do NOS Alive’17 num show digno da The National Geographic, com todo o rigor científico e cómico possível, uma profunda análise das espécies raras que habitam os festivais de verão. Hugo Sousa, o homem do Porto, seguido de perto pelo país inteiro também pisa o palco neste mesmo dia. São vários os programas televisivos e espetáculos de stand-up como “Frenético” ou “On the Rocks” que fazem dele um humorista a não perder de vista.
Também neste dia junta-se ao cartaz do Palco Comédia Carlos Coutinho Vilhena. Celebrizou-se no coletivo Bumerangue e desde aí tem dado cartas com “Bon Vivant”, um conceito que o levou à SIC Radical e também aos palcos num formato stand-up. Guilherme Fonseca, outra das estrelas deste dia, está bem classificado para ser o tipo mais porreiro do Humor em Portugal. Passou pelo Curto Circuito na SIC Radical e colabora frequentemente com o Canal Q em formatos que mostram bem a sua versatilidade como guionista, apresentador e intérprete.
Não menos interessante é David Cristina que se junta igualmente ao cartaz deste dia. O humorista tem-se revelado um exímio contador de histórias e observador do quotidiano. É parte integrante dos Planeta Fluffen, uma banda musical cómica, e apresenta “Conta-me tudo”, formato televisivo onde figuras públicas partilham histórias de vida. Como host deste último dia, o Palco Comédia recebe a atriz Soraia Carrega, que fez um vistão no filme “Ruas Rivais.
PALCO CORETO BY ARRUADA JUNTA OS MELHORES PROJETOS NACIONAIS EMERGENTES NO NOS ALIVE'17
O Palco Coreto do NOS Alive tornou-se ao longo dos últimos anos um espaço de excelência, onde surgem novos projetos e conceitos na música portuguesa. Na 11.ª edição, este palco por onde já passaram nomes que hoje são indiscutivelmente talentos nacionais, conta com o selo de qualidade da Arruada. As abordagens são bastante diversificadas e percorrem caminhos entre a electrónica global, passando por indie e pop, até momentos afro ou profundamente intimistas.
“Enchufada na Zona” é o leitmotiv para o dia 06 de julho. O nome é o link com o homónimo programa na rádio britânica NTS, que conta com a chancela do português Branko (fundador da Enchufada e Buraka Som Sistema). Aqui a música electrónica global é mesmo o carimbo forte de toda a programação.
No dia seguinte, 07 de julho, é entregue ao universo feminino. As diferentes visões musicais, bem como apresentações diversas e em formatos distintos, incutem ao dia de sexta-feira uma personalidade muito própria da música portuguesa, sob o ponto de vista do olhar feminino.
A 08 de julho, o Coreto recebe a explanação máxima da diversidade da música portuguesa. Violas tocadas a velocidades escaldantes, canções pop com psicadelismo q.b. até ao afropunk numa viagem que começa em Algés e acaba na Ilha do Fogo (Cabo Verde).
 
PALCO NOS CLUBBING REVELA ALINHAMENTO DE DIA 08 DE JULHO
A 11.ª edição do NOS Alive continua a somar grandes nomes ao cartaz.  Dia 08 de julho, o Palco NOS Clubbing, ponto de paragem obrigatório do festival para quem gosta de dançar, irá contar com uma programação 100% nacional que reúne alguns dos mais fortes nomes na cena atual de dance music. Trikk, “10COTEXAS” The Discotexas Band (Moullinex, Xinobi, Da Chick), Switchdance, Mike El Nite, Marvel Lima, Mr. Herbert Quain, GPU Panic e Ghost Wavvves, são os nomes que compõem o alinhamento do Palco NOS Clubbing, no último dia do festival. Uma curadoria assinada pela Match Attack.
 
A programação apresentada para dia 08 de julho foi cuidadosamente desenhada a pensar nos fãs deste palco, que é hoje local de peregrinação obrigatória dos adeptos de música eletrónica. Desta forma, cada um dos atos que nesse dia sobem a palco, foram única e exclusivamente preparados para o NOS Alive’17.
 
No último dia do festival, o Palco NOS Clubbing encerra com Trikk, mais um dos grandes motivos de orgulho dentro da cena eletrónica portuguesa, ainda que tivesse que vingar lá fora antes de ser falado cá dentro. Com passagem por Londres e agora sediado em Berlim, Trikk é um dos nomes fortes da editora Innervisions, tendo editado o EP “Florista” no final de 2016. Para dar fogo à casa sobe a palco nesta noite Switchdance. Marco Antão é DJ residente no Lux Frágil e traz consigo uma perspetiva única e uma paleta musical diversificada com o objetivo final de desafiar o público. Switchdance revela-se como um dos talentos mais promissores a sair de Portugal em décadas.
 
“10Cotexas”, The Discotexas Band é uma das grandes atrações desta noite no Palco NOS Clubbing. O projeto the Moullinex e Xinobi, e mais recentemente de Da Chick, celebra 10 anos de união e prometem uma festa constante, como comemoração. “Family Affair”, o primeiro original da The Discotexas Band, é uma síntese musicada dos 10 anos de Discotexas e que inaugura também a compilação 10cotexas que celebra este aniversário tão importante para Moullinex, Xinobi e Da Chick que conceberam a banda para tocar o catálogo da editora, na velha tradição da Motown e Salsoul.
 
Como representante dos sons mais ligados ao hip hop marca presença nesse dia Mike El Nite. Aliado ao produtor Dwarf, o rapper não se acanha de desenterrar os guilty pleasures portugueses do passado e de voltar a apresentá-los sob uma lente contemporânea. A renúncia do lado formulaico do trap da dupla no álbum, fez com que “O Justiceiro”, o primeiro LP de Mike El Nite, tivesse impacto no panorama do hip hop português. A sonoridade, aliada à habilidade lírica, sempre tingida de um lado interventivo, resultou num dos grandes lançamentos de 2016, aclamado pela crítica e considerado por algumas rádios nacionais como um dos álbuns nacionais do ano.
 
Outra das confirmações para este dia, é o quinteto Marvel Lima, oriundo de Beja, e composto por José Penacho, Diogo Vargas, Luís Estanque, João Romão e Diogo Marques. O álbum de estreia da banda foi lançado no final de 2016 e este espelha a identidade do grupo de forma coesa e cheia de dinamismo, com muito groove à mistura. Entre vozes, percussões, sintetizadores, guitarras, baixo e bateria, este projeto recria a ambiência distorcida de uma viagem temporal entre os anos originais do rock psicadélico e a música contemporânea de hoje, com um forte tempero mediterrâneo e assumida influência latina.
 
Mr. Herbert Quain, nome de palco de Manuel Bogalheiro, junta-se ao cartaz do Palco NOS Clubbing no dia 08 de julho. Uma das mais auspiciosas estreias dos últimos anos, “How I learned to stop worrying and start loving the waiting”, editado em 2012, é um trabalho de resgate notório, em que os primórdios de Hollywood são evocados através da estética granulada e uma minuciosa técnica de sampling e micro- sampling. O responsável por este sucesso, lançou desde então mais um LP em 2014, “Forgetting is a Liability” e apresentou o seu live act em palcos como o LUX Frágil, Musicbox Lisboa, Indústria, Plano B e o RBMA Boiler Room Lisbon.
 
Mas há mais para este dia e a aquecer o palco estará Guilherme Tomé Ribeiro, com um live assinado pelo seu nome de palco GPU Panic. O seu primeiro EP, “GPU Panic”, explora texturas eletrónicas num ambiente nostálgico e enigmático, onde, por vezes, a voz ao fundo conduz a música e funde-se com os sintetizadores, basslines e beats que guiam o público ao longo de três curtas viagens. Guilherme marcou presença na edição deste ano da Red Bull Music Academy que decorreu em Montreal, onde estreou na RBMA Radio o primeiro single "Tanger" e atuou pela primeira vez como GPU Panic, numa noite que contou com a presença de nomes como Suzane Cianni, Veronica Vasicka e Kaitlyn Aurelia Smith.
 
​Como responsável pela abertura do Palco NOS Clubbing, dia 08 de julho, está Ghost Wavvves, com um live que vai levar o público a viajar ao seu mundo virtual. Desde que descobriu este mundo a escuridão alastrou-se pela região e cada dia traz peculiares novas revelações. Até aqui, com quatro EP’s publicados, diversas colaborações e singles espalhados pela net, as suas aventuras sónicas têm sido uma exploração sem paragens. O seu talento singular fez dele um dos alunos na Red Bull Music Academy Montreal de 2016.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Portimão mostra património em passeios à luz das estrelas



 
14 julho e 11 agosto – Alvor Islâmico


28 julho e 18 de agosto – Portimão


Portimão é um concelho rico em história e cultura, representado através das várias estruturas e edifícios históricos que se encontram espalhados por uma área que vai desde a cidade de Portimão até à vila de Alvor. Nesse sentido e nas noites de verão, a Câmara Municipal de Portimão desafia os residentes e os turistas a descobrirem locais de interesse cultural de Alvor e Portimão em quatro sextas-feiras e à luz das estrelas. Ao todo, serão promovidos quatro passeios culturais noturnos, dois à descoberta do Património Islâmico de Alvor e dois pelo Centro Histórico de Portimão.


Na vila piscatória de Alvor, haverá passeios no dia 14 de julho e 11 de agosto. Aqui, será dada a conhecer a herança islâmica de Alvor, onde figuram construções com cerca de mil anos. A vila possui três edifícios de planta centralizada, atualmente transformados em pequenas capelas, cuja função e cronologia iniciais remontam à época islâmica. Serão visitados o Morabito de São Pedro, o Morabito anexo à Igreja Matriz de Alvor e este edifício religioso, o Museu Etnográfico, o Castelo e a arquitetura civil. O ponto de encontro, para estas duas visitas é o Morabito de São Pedro, situado perto do Cemitério de Alvor, às 21h00 horas.


No dia 28 de julho, será a vez de mostrar as riquezas culturais da baixa de Portimão num passeio em busca de paisagens urbanas que caracterizam e dão personalidade ao coração da cidade. Este passeio terá início às 21h00 horas, com ponto de encontro no Coreto situado na Praça Manuel Teixeira Gomes, e os participantes serão convidados a percorrer o trajeto entre a Praça Manuel Teixeira Gomes, o Jardim Bívar, a Casa Manuel Teixeira Gomes, o Largo 1º de Dezembro, a Igreja Matriz, Alameda da Republica, e Largo 1º de Maio, guiados pela equipa do Gabinete do Património da autarquia.


Há um concelho de Portimão que todos conhecem e um outro que só se deixa desvendar por quem entra porta adentro, disposto a deixar-se interpelar pela beleza de cada monumento, sítio arqueológico, igreja ou museu. É este “Portimão” que se convida a conhecer através de passeios culturais noturnos onde poderá mergulhar nos séculos para ouvir as histórias que o património cultural tem para contar.


Os passeios culturais noturnos visam conjugar as temperaturas amenas de verão com o acréscimo de visitantes da época, proporcionando aos locais e visitantes experiências culturais diferentes pelo contacto com os monumentos e espaços emblemáticos do concelho.


As inscrições para os passeios são gratuitas e limitadas e devem ser realizadas previamente até um dia antes dos respetivos passeios, através dos seguintes contactos: email: gabinete.patrimonio@cm-portimao.pt e telefones: 282470799/282480488


 


Os Passeios Culturais Noturnos são organizados pela Câmara Municipal de Portimão e têm o apoio da Junta de Freguesia de Portimão, da Junta de Freguesia de Alvor, do ISMAT (Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes) e da Santa Casa da Misericórdia de Alvor.