M de Marketing – A Tentação de Um Novo Negócio

Não sei se pelo blog, se pela minha formação, se pela profissão, o que sei é que tenho várias pessoas a pedirem-me conselhos e sugestões sobre a melhor forma de credibilizar o negócio, de  aumentar a procura e de incrementar a receita.
Não posso deixar de me sentir honrada pela escolha e em amenas conversas de café tenho-me sentado a explicar, da forma mais simples possível o que sei sobre este assunto. Uma conversa de café, de uma hora, hora e meia não é muito mas do meu lado dá para ver que existem novos negócios, alguns com potencial mas com um risco grande de falharem sobretudo a componente da receita porque se comente diversos erros básicos de estratégia.
Em primeiro lugar o que me surpreende é que se despreze ainda tanto o marketing num arranque de uma pequena empresa, a segunda é que surjam tantos negócios online e que os seus fundadores não saibam o básico sobre gestão de redes sociais, sites, SEO e já para não falar em investimento em publicidade versus a analise do retorno obtido e tanto mais que há para saber sobre as características e custos desta nova aposta.
Mesmo a pensar num negocio cuja componente mais forte é o online, grande tendência do momento, é importante que se comece por fazer um plano de marketing onde se vai definir um caminho, uma estratégia, um plano para seguir, só fazendo pequenos ajustes ao longo do caminho, se for necessário.
Para que ter este trabalho todo?
Bem, num plano de marketing temos de começar por fazer a análise da empresa, o ponto da situação da mesma. Eu gosto bastante e penso que o mais indicado é fazer uma  análise SWOT, onde numa caixa dividida em quatro quadrados mais pequenos anotamos as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças em relação ao negócio.
Depois de estar tudo esquematizado é muito mais fácil partir para outra etapa, qual é o publico alvo da empresa? Aqui para alem da tradicional identificação de idade, sexo, escolaridade, residência, é preciso conhecermos os potenciais clientes e de que forma o produto que estamos a criar os pode ajudar.
Nunca descuide a concorrência, descubra porque é que são uma ameaça ou de existem sinergias que possam partilhar de forma a que todos possam sair beneficiados. Mas não se esqueça de que é fundamental que consiga criar diferenciação, que os clientes percebam o valor dos seus produtos e que o posicionamento da sua marca de se encaixe no perfil dos seus clientes.
Por fim e com todo o trabalho feito, defina as ações relativas dos 4 Ps do mix de marketing e que são: Produto (Product), Preço (Price), Distribuição (Placement) e Promoção (Promotion).
Se tudo isto lhe parecer muito complicado, comece pensar mais fora da caixa. O ano passado concorri ao Acredita Portugal, não na esperança de ser uma vencedora mas para me orientarem ao longo do caminho. Pode ser uma excelente ajuda, uma forma de o ajudar a organizar-se antes do arranque ou se estiver a viver uma fase mais complicado. Conforme podemos ler no site “se tem uma ideia de negócio, mas não sabe por onde começar, aproveite o novo ano para a transformar num projeto real com o Concurso de empreendedorismo Montepio Acredita Portugal. 
 
Tire as ideias da gaveta e inscreva-se já de forma gratuita. Há mais de 500.000€ em prémios, contacto com mentores e investidores e acesso a um programa de pré-aceleração.  Saiba mais aqui: https://www.acreditaportugal.pt/informacoes.
Boa sorte para 2019!

Comentários