Festame 2018


A FESTAME – Feira do Município da Mealhada realiza-se de 8 a 16 de junho, no Complexo Desportivo da Mealhada e, apara além dos concertos, conta com a mostra de artesanato e exposição agrícola, comercial e industrial e setor de gastronomia (tasquinhas e street food).

Tal como nas edições anteriores, o acesso ao recinto é gratuito.

 

ROUXINOL FADUNCHO INTEGRA CARTAZ DA FESTAME 2018

"Rouxinol Faduncho" - a personagem criada pelo ator e humorista Marco Horácio -, vai atuar, no dia 15 de junho de 2018, na FESTAME -  Feira do Município da Mealhada. O fado humorístico chega assim ao palco principal de um certame que já tem atuações garantidas de Matias Damásio, Paulo Sousa, Rui Drumond e Be-dom.

Será uma noite completamente fora do comum, em que o humor irá invadir, pela primeira vez, o palco principal da FESTAME. O conhecido apresentador de televisão e ator, Marco Horácio, chega à Mealhada com o “Rouxinol Faduncho”, o personagem inspirado nos antigos cantores de fado que combinavam o fado e o humor. Era o chamado fado humorístico, um estilo que deixou de existir em Lisboa há mais de 40 anos.

Marco Horácio recuperou-o neste projeto e percorre, desde 2005, várias salas de espetáculos e desdobra-se em concertos de norte a sul do país.

Integralmente tocado ao vivo, a formação é a mesma de um projeto de fado (guitarra portuguesa, viola baixo, viola), desempenhada por excelentes músicos.

O Rouxinol Faduncho é mais um argumento para esta edição 2018 da Festame. Junta-se aos cantores Paulo Sousa, Be-dom (8 de junho), Rui Drumond (14 de junho) e Matias Damásio (16 de junho).

 

CONCURSO DE BANDAS – PRAZO A ACABAR

O concurso de bandas FESTAME ’18, com coorganização da promotora cultural Covil, tem como objetivo divulgar e promover bandas nacionais e regionais amadoras. As bandas selecionadas (seis finalistas) serão convidadas a tocar na FESTAME, no palco principal, dia 11 de junho, a partir das 21h30. Nessa final, cada banda deve interpretar ao vivo três temas originais, devendo, pelo menos um deles, ser um dos dois temas com os quais a banda concorreu ao concurso.

O júri utilizará critérios na avaliação da prestação das bandas como técnica e execução musical, originalidade, presença em palco, interpretação musical e interação com o público, que também terá uma palavra a dizer. Ao público serão dados meios para votar no seu projeto favorito e o seu voto valerá 50%. As inscrições decorrem até 10 de maio. (Ver Inscrições).

PAMA é o nome artístico do mealhadense Paulo Andrade, que está prestes a lançar o seu segundo álbum, com temas de pop e rock, muitos dos quais que farão a sua estreia dia 12 de junho, no palco principal da FESTAME.

Depois do primeiro álbum, intitulado “First", lançado em 2015, todo em inglês, o músico opta agora pela língua portuguesa, com um conjunto de oito canções, que falam de temas como bullying, cartas de amor, vida académica.

Inscrições no concurso de bandas

Cada banda poderá inscrever-se com dois temas que devem ser originais da própria banda. A apresentação desses temas deverá ser um formato áudio e vídeo (pelo menos um dos temas tem de ter vídeo original). Os temas devem ser originais e inéditos.

A inscrição no concurso deverá ser realizada por cada banda, até 10 de maio de 2018, e deve conter: nome do projeto, breve sinopse (até 500 caracteres), fotos, links para redes sociais, nome e contacto de pessoa responsável. Os conteúdos (vídeo e áudio) deverão ser carregados no Youtube, numa conta da banda participante, e os links disponibilizados no e-mail de inscrição.

A banda vencedora do concurso receberá os seguintes três prémios: gravação de EP num estúdio profissional, pós-graduação em Gestão nas Indústrias da Música (ministrado pela Coimbra Business School em parceria com a AMAEI - Associação de Músicos Artistas e Editoras Independentes) e quinhentos euros (em dinheiro).

 

ÁTOA ATUAM NA FESTAME A 13 DE JUNHO

O grupo "ÁTOA" é uma das mais recentes confirmações no cartaz da FESTAME. Dia 13 de junho, a banda de jovens e talentosos músicos de Évora, autora de sucessos como “Distância”, “Falar a Dois” e “Pouco de Sol”, sobe ao palco principal da Feira do Município da Mealhada.

Os ÁTOA definem os seus espetáculos como sendo momentos de grande festa mas também de emoção. Na tour que estão a fazer desde o ano passado, em cada palco que pisam cantam os hits do álbum de estreia “Idade dos inquietos” - “Distância”, “Falar a Dois” e “Pouco de Sol” –, mas revivem outros que foram lançando durante o ano de 2016, como “A Cada Passo”, “Faz Mais, Vive Mais”, “Sei Lá” e o mais recente “Queria ser”, o primeiro single do segundo disco da banda, que foi lançado em setembro de 2017.

O grupo chama-se ÁTOA porque foi à toa que as coisas começaram a surgir para os quatro jovens, agora com 19 anos. Eram quatro amigos que apenas queriam cantar até que foram descobertos pela Universal Music Portugal, após terem vencido um desafio da plataforma online Tradiio.

O tema “Distância” já foi visto mais de 4,1 milhões de vezes no YouTube e chegou a número 1 do TNT – Todos No Top, da Rádio Comercial. O single de estreia “Falar a Dois” conta com quase dois milhões de visualizações e “A Cada Passo”, banda sonora da novela “Rainha das Flores”, da SIC, e “Ouro Verde”, da TVI, está prestes a atingir um milhão e meio de visualizações.

O grupo é composto por Guilherme Alface, na voz, guitarra elétrica e acústica, piano e ukelele; João Direitinho, na guitarra acústica e elétrica, voz e harmónica; Rodrigo Liaça, na bateria, voz e piano e Mário Monginho, no baixo e guitarra acústica.

 

Mensagens populares