Amanhã Celebra-se o Dia Internacional dos Museus e Sítios

A comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios a 18 de abril, conta neste Ano Europeu do Património Cultural com a oferta de mais de 600 atividades, organizadas por 540 entidades em 160 concelhos. Em Vila Nova de Foz Côa e em Lisboa realizam-se debates sobre dinâmicas intergeracionais, o tema em foco em 2018.
Da vasta programação em território nacional fazem parte visitas guiadas, exposições, concertos, conferências, roteiros culturais e muitos outras propostas de fruição dos espaços, na sua maioria de caráter gratuito.
Em todos os Museus, Monumentos e Palácios afetos à DGPC a entrada no dia 18 é gratuita. No Palácio Nacional da Ajuda, que à quarta-feira cumpre o seu fecho semanal, a medida de gratuitidade aplica-se no dia seguinte, quinta-feira, 19 de abril.
No âmbito desta celebração, a Diretora-Geral do Património Cultural, Paula Silva, participa em Vila Nova de Foz Côa num Debate, com início às 10:30, subordinado ao tema “Dinâmicas Intergeracionais do Património Cultural”. O encontro tem entrada livre e é seguido por uma visita guiada ao Museu do Côa e às gravuras rupestres.
Um outro Debate alusivo a esta temática terá lugar em Lisboa, no mesmo dia, às 18:00, no auditório do jornal “Público”. Nesta sessão participam o arquiteto José Aguiar, a historiadora de arte Raquel Henriques da Silva e o diretor do Museu Nacional de Arqueologia, António Carvalho.
O diálogo intergeracional enquanto ferramenta de conhecimento, de desenvolvimento e de diversidade está no centro da mensagem escolhida pelo ICOMOS Internacional para a celebração da efeméride em 2018.
Este conceito assenta na própria definição de património cultural, enquanto legado de artefactos, construções físicas e atributos intangíveis de um grupo ou sociedade, herdados de gerações passadas, mantidos no presente e transmitidos para benefício de gerações futuras.
 
 

Mensagens populares