Vamos Levar os Miúdos ao Teatro?

Pocahontas
Pocahontas, uma produção da Yellow Star Company, chega pela primeira vez a Portugal e apresenta uma das histórias mais apaixonantes de sempre onde se mistura a magia do teatro e tecnologia do cinema num ambiente magico e de muita fantasia.
Esta é a história de uma índia chamada Pocahontas que pertencia à tribo de Powhatans, na Virginia, Estados Unidos. Era uma menina muito meiga mas muito independente e rebelde, o que era uma verdadeira dor de cabeça para o seu pai, o Chefe Powhatan. Na tribo índia viviam-se tempos dificeis devido à invasão dos colonos ingleses que se estava a apoderar dos terrenos dos Powhatan.
Um dia vários colonos foram capturados pelos índios e o Grande Chefe Powhatan setenciou-os à morte. No momento da execução Pocahontas interrompe a cerimónia e implora a seu pai que não cometa aqueles crimes porque só vai aumentar a violencia. O pai acedeu aquele pedido só que entre os colonos setenciados à morte estava John Smith, depois de ver a sua vida poupada jura amizade eterna aos índios e em especial a Pocahontas.
 Desta amizade irá nascer uma grande história de amor que irá esbarrar no preconceito racial entre dois povos com motivações distintas.
Este musical cheio de humor pode ser visto em Lisboa, na sala 12 do El Corte Ingles, aos sábados, domingos e feriados às 11h e às 16h de 16 de novembro a 30 de dezembro havendo no dia 21 de dezembro às 14h30 uma sessão de inclusão com linguagem gestual e audio descrição.
 

A Bela e o Monstro
“A Bela e o Monstro”, uma produção da Yellow Star Company, pode ser vista de 23 de Novembro a 17 de Dezembro no Casino Estoril e conta com a participação de Mara Prates, Kapinha, Elsa Galvão, Mafalda Teixeira, Patricia Candoso, Luis Pacheco, Diogo Garcia, Anilson, Carolina Puntel, Júlio Mesquita. Tem adaptação e encenação de Paulo Sousa Costa, com João Didelet.
A Bela e o Monstro é um tradicional conto de fadas francês que foi adaptado, filmado e encenado inúmeras vezes, inscrevendo-se como uma das mais tocantes estórias sobre o amor, acima de todas as outras coisas. Com uma produção de excelência, numa adaptação cuidada do texto de Jeanne-Marie LePrince de Beaumont editado em 1756, A Bela e o Monstro apresenta-se como a mais fulgurante peça de Natal para miúdos e graúdos.
Haverá sessões para escolas de quarta a sexta-feira e sessões para o publico em geral, sábados e feriados às 11h e às 16h e domingos às 11h e às 15h.
 

Mensagens populares