Há vida nos nossos museus

 
Almada
Até 20 de maio pode descobrir as obras do escritor e dramaturgo Romeu Correia numa das espreguiçadeiras que, durante a tarde, estarão espalhadas pelo jardim do Museu da Cidade, na Cova da Piedade.
Esta é apenas uma das iniciativas propostas pela Câmara Municipal de Almada que se associa à comemoração do Dia Internacional dos Museus, com um programa de atividades culturais nos espaços museológicos e em diferentes locais do concelho.
Um passeio pelo Tejo para conhecer a frente ribeirinha de Almada e descobrir o património cultural que se avista do rio, exposições, percursos urbanos, cinema, leituras encenadas, e histórias e oficinas criativas para os mais novos são outras das sugestões da Rede Municipal de Museus de Almada.
Durante a Semana nos Museus as entradas nos equipamentos museológicos são gratuitas.
As viagens no elevador panorâmico são também gratuitas, para os visitantes do Museu Naval, nos dias 18 e 20 de maio.
Programa:
17 de maio
Museu da Cidade
10h00 - O Rapaz Marinho: História, com oficina, adaptada a partir da obra O Tritão, de Romeu Correia
18 de maio
Museu Naval
10h00 | 14h30 - Os Gigantes dos mares – Oficina (marcação prévia)
Destinatários: Pré-escolar, 1ºCiclo do Ensino Básico e participantes individuais
Museu da Cidade
10h00 - Rumo…
Destinatários: Grupos organizados de 3.º Ciclo e Secundário (marcação prévia)
15h00 - Leitura encenada do conto Um passo em frente de Romeu Correia, pelo Núcleo Cultural – Arte 33, com coordenação e encenação a cargo de Ana Nave (marcação prévia)
19 de maio
Museu da Cidade
10h00 - O Rapaz Marinho: História, com oficina, adaptada a partir da obra O Tritão, de Romeu Correia
Destinatários: Pré-escolar e 1.º Ciclo e participantes individuais (marcação prévia)
15h00 - Leitura encenada do conto Um passo em frente de Romeu Correia, pelo Núcleo Cultural – Arte 33, com coordenação e encenação a cargo de Ana Nave (marcação prévia)
18h00 - Exposição do Agrupamento de Escolas Romeu Correia: Desfile de “personagens” das obras de Romeu Correia, dinamizado pelos alunos do agrupamento
Almada Velha
22h00 - Menina estás à janela: Intervenção Urbana do Teatro Extremo
Local: Bar A Cerca, Rua da Cerca, 1, Almada
20 de maio
Museu Naval
9h30 - Passeio no Tejo na Embarcação Tradicional Sejas Feliz
Número máximo de participantes: 40 passageiros (por ordem de chegada)
Preço dos bilhetes: 12,50€ (adultos); 7,50€ (dos 6 aos 12 anos) | Bilhete Família: 2 adultos e até 3 crianças (até 12 anos) – 30€
Centro de Interpretação de Almada Velha
10h00 - Percurso de descoberta dos espaços museológicos
Destinatários: Famílias (marcação prévia)
Museu da Cidade
15h00 - Paisagens voadoras
Local: Jardim do Museu da Cidade
Destinatários: Famílias com crianças a partir dos 4 anos
18h00 - Leitura encenada do conto Um passo em frente de Romeu Correia, pelo Núcleo Cultural – Arte 33, com coordenação e encenação a cargo de Ana Nave (sem marcação prévia, com admissão sujeita à lotação da sala)
21h30 - Cinema ao ar livre
Projeção do filme Aniki Bóbó de Manoel de Oliveira (1942)
Local: Jardim do Museu da Cidade
Ilhavo
No âmbito da comemoração dos 80 anos do MMI, o Dia Internacional dos Museus será especial e dirigido a diversos públicos. A programação decorre entre os dias 18 e 20 de maio.
Em destaque estará a abertura da exposição de fotografia de Artur Pastor, intitulado MAR NOSSO. O projeto expositivo e o catálogo resultam de uma parceria com o Arquivo Fotográfico de Lisboa. Os barcos, as artes, os homens e as mulheres do mar compõem imagens inéditas do mar português.
Imperdível será também a estreia do projeto de teatro de comunidade "Mar", adaptado do texto homónimo de Miguel Torga, de 1941, e encenado por Alexandre Sampaio.
Um workshop de Escrita Criativa Marítima, dirigido pela escritora Filipa Melo, é uma extraordinária oportunidade para que que todos sejamos narradores do mar.
E como os museus se definem, sobretudo, pelas suas colecções, também aqui há boas novidades: o MMI passa a dispor de reservas visitáveis e inaugura uma nova Sala das Conchas.
18 quinta-feira
 10h00-18h00 Dia Aberto
Museu Marítimo de Ílhavo e Navio-Museu Santo André
 A partir das 10h00
· Abertura da remodelação da Sala das Conchas
21h30 Estreia do projeto de comunidade “Mar”, de Miguel Torga, coordenado por Alexandre Sampaio. Tem entrada gratuita mas limitada a dois convites por pessoa
 
 19 sexta-feira
 21h30 Projeto de comunidade “Mar”, de Miguel Torga, coordenado por Alexandre Sampaio. A entrada tem um custo de € 3,00 e é limitada à lotação da sala.
 
20 Sábado
10h00-13h00 / 14h30-18h00
Workshop de Escrita Criativa Marítima, com Filipa Melo. Limitado a 15 participantes e ao pagamento de € 30,00
10h30 Dos 8 aos 80: Conservador por um dia, com visita especial às Reservas do Museu. Limitado a 12 participantes o pagamento obrigatório de € 3,00.
17h30 Inauguração da exposição “Mar Nosso: Fotografia de Artur Pastor” e lançamento do catálogo.
21h30 Projeto de comunidade “Mar”, de Miguel Torga, coordenado por Alexandre Sampaio. A entrada tem um custo de 3,00.
Guimarães
'Libertas': a arte fotográfica ao serviço dos Direitos Humanos é o tema da nova exposição temporária do Museu de Alberto Sampaio procura sensibilizar o visitante para a problemática dos Direitos Humanos.
Composta por sete instalações artístico-fotográficas ilustrativas de uma obra de sete autores que sofreram represálias pelo seu trabalho, a mostra procura homenagear nomes como Federico García Lorca, Orhan Pamuk e Lio Xiaobo.
A exposição faz parte do projeto 'Libertas', promovido pelo PEN International e pelo PEN Galicia com a colaboração da Junta da Galiza. Acompanhado no original por uma proposta didática, o projeto procura alertar para a situação de fragilidade dos Direitos Humanos em numerosos países do mundo, nomeadamente no que toca à liberdade de expressão, situação que afeta muitos jornalistas e escritores.
'Libertas' pode ser visitada na Sala do Capítulo, gratuitamente até 10 de junho.
 
Lisboa
A Embaixada da Roménia, o Instituto Cultural Romeno, a Fundação Bonte e a Direção-Geral do Património Cultural, apresentam, até 31 de agosto, no Palácio Nacional da Ajuda, a exposição “Fikl. Encenações portuguesas“. Gheorghe Fikl é um dos mais impressionantes artistas romenos contemporâneos, pela crescente valorização do seu trabalho e interesse por parte dos colecionadores.
A exposição estará aberta todos os dias, das 10h00 às 18h00 (última entrada às 17h30). À quarta-feira, o Palácio Nacional da Ajuda encontra-se encerrado.
Museu Bordalo Pinheiro
No dia 18 de maio das 10h00 às 19h00, Museu de portas abertas com visita livre às exposições e espaços do Museu.
No mesmo dia, das 11h00 às 12h00, Visita guiada onde Pedro Bebiano Braga apresenta a coleção permanente e a exposição «Bordalo à Mesa».
Das 12h30 ás 14h30, Bordalo e Zé Povinho passeiam no jardim do Campo Grande com animação pelas mascotes e convite para visitar o museu.
Das 14h00 às 19h00 Que cara é essa? Um convite ao desenho livre e ainda Ó Zé, olha o passarinho! Selfie Zé Povinho para carregar nas redes sociais.
Das 18h00 às 19h00, Visita guiada onde João Alpuim Botelho apresenta a exposição temporária «Lisboa de Bordalo».
No dia 20 de maio, das 11h00 às 13h00, Diário de um Migrante com apresentação do livro de Maria Inês Almeida e oficina com a ilustradora Ana Sofia Gonçalves. Tem entrada livre.
Das 14h30 às 17h30, “Do que vemos ao que as coisas são”, oficina de desenho à vista com Isabel Favila e com entrada livre.
Das 16h30 ÀS 17H30, Animação no Museu COM Projeção de filmes dos alunos do curso de Cinema de Animação da Universidade. Lusófona e a encerrar o programa, das 19h00 às 21h00, Dinner in White no âmbito do projeto de parceria com o Innova Museum. Tem inscrição limitada aos lugares disponíveis.
São João da Madeira
No Museu da Chapelaria, nos dias 18 e 20 deste mês, às 11h00 e às 15h00, AS HISTÓRIAS QUE FICARAM POR CONTAR. Trata-se de uma visita temática gratuita ao longo da qual antigos chapeleiros dão a conhecer histórias vividas dentro da fábrica. Os amores e desamores, as alegrias e as mágoas, a esperança e o desalento… São histórias tantas vezes contadas em silêncio que neste dia ganham uma nova voz. Mediante agendamento prévio.
No dia 18 de Maio, pelas 17h30, MODA INDÚSTRIA. MODA ARTE. Uma Mesa redonda que conta com a presença dos designers e chapeleiros espanhóis Pablo Merino e Mayaya Cebrián e que aborda a temática da moda enquanto sector industrial e enquanto expressão artística. A entrada é livre mas sujeita a inscrição prévia. O seminário decorre em castelhano
No dia 19 de maio pelas 19h30 e 21h30, JANTAR TEMÁTICO - O ÚLTIMO TURNO. Um Jantar temático no restaurante Fábrica dos Sentidos com desconto de 10% para quem traga chapéu na cabeça.  
No dia 20 de maio pelas 17h00, TOCADOS POR PABLO E MAYAYA, inauguração da exposição temporária “Tocados por Pablo e Mayaya”. Pablo Y Mayaya” é a marca do famoso duo de chapeleiros espanhóis Pablo Merino e Mayaya Cebrián que se dedicam à criação e personalização de belíssimos chapéus e toucados. Durante 30 anos de atividade, as suas peças já percorreram o mundo e adornaram muitas cabeças entre as quais a da rainha Letícia de Espanha.
E para terminar, dia 21 pelas 10h00, Peddy Paper com pés e cabeça. Ao longo da manhã decorrerá no Museu da Chapelaria e no Museu do Calçado um peddy paper que levará os participantes a descobrirem histórias ocultas. Pistas, umas verdadeiras e outras falsas, irão conduzir as equipas ao longo de um percurso mágico. Usar os pés e a cabeça é obrigatório. Inscrições até ao dia 19 de maio. Atividade gratuita
Setúbal
O destaque EM Setúbal é para a reabertura do Museu do Trabalho, que esteve encerrado nos últimos meses para a realização de um conjunto de intervenções, impulsionadas pela Câmara Municipal de Setúbal, de requalificação estrutural do edifício para melhoria das condições de habitabilidade, a par de outras operações de renovação do espaço museográfico.
 As obras incluíram a substituição da cobertura, com o objetivo de melhorar as condições de conforto térmico, e da claraboia, para reforço da luminosidade natural, além da pintura geral exterior e interior e da substituição das janelas do edifício, onde, desde 1995, está instalado o Museu do Trabalho Michel Giacometti, no qual funcionou uma antiga fábrica de conservas. Já a chaminé foi alvo de consolidação e reabilitação estrutural.
A par das intervenções estruturais, foram realizadas alterações no núcleo expositivo que conferem uma nova imagem ao espaço museográfico, a inaugurar numa cerimónia marcada para dia 18, às 15h00, que dá início a um conjunto de iniciativas que se prolongam até dia 20 para celebrar a reabertura do museu e integradas nas comemorações do Dia Internacional dos Museus e da Noite Europeia dos Museus.
A inauguração conta com apontamentos musicais pelo Grupo Coral Alentejano “Amigos do Independente” e pelo grupo Ribombando, da Academia de Música e Belas-Artes Luísa Todi.
Segue-se uma visita às exposições de longa duração do museu, “Ao Encontro do Povo”, composta pela coleção etnográfica de Michel Giacometti, “Da Lota à Lata”, mostra sobre a indústria conserveira, e a Mercearia Liberdade.
À noite, às 22h00, Américo Pereira, Manuel Guerra Henriques e Ana Pacheco, acompanhados por Albano Almeida e Carlos Rafael, viola dedilhada, e Agostinho Torres e Jorge Pimentel, guitarra portuguesa, protagonizam o espetáculo “Guitarras do Fado no Museu”.
À mesma hora tem início uma mostra de doçaria regional de Setúbal, patente até dia 20.
A 19, entre as 09h30 e as 18h00, a entrada é gratuita para quem quiser visitar as exposições permanentes.
Entre as 16h00 e as 17h00, também com entrada livre, o projeto Sénior Tradições, da Junta de Freguesia de São Sebastião, apresenta a peça “Mulher Conserveira”, que tem como pano de fundo a exposição sobre a indústria conserveira, e o Coro Sénior do Centro Comunitário São Sebastião protagoniza um apontamento musical.
Para as 18h00 está marcada a iniciativa “Encontro ao final da tarde no Museu”, para apresentação do projeto museográfico do Museu do Trabalho Michel Giacometti e lançamento do n.º 3 da coleção de postais de Américo Ribeiro sobre a indústria conserveira.
No dia 20, além do horário normal de funcionamento aos sábados, entre as 14h00 e as 18h00, o Museu do Trabalho Michel Giacometti encontra-se aberto entre as 21h00 e as 24h00 para celebrar a Noite Europeia dos Museus.
 
 
Entre as 15h00 e as 18h00 está previsto um conjunto de iniciativas, a começar com uma palestra sobre “A Poesia e o Trabalho, apelando à consciência e à dignidade do ser humano no mundo fabril”, conduzida por José Vultos Sequeira.
O projeto Sénior Tradições, da Junta de Freguesia de São Sebastião volta a apresentar a peça “Mulher Conserveira” e há animação musical pelo Grupo Sénior de Cantares Populares de São Sebastião.
Segue-se uma conversa sobre a origem do “Yoga do Riso”, com a participação de Fernanda Pacheco, líder desta prática.
Às 21h00 é dado a conhecer o projeto “Filme no bairro”, sobre o bairro e as gentes de São Domingos, pelo Centro Comunitário São Sebastião, seguido de apresentação cultural pelo Rancho Folclórico das Praias do Sado, atuação musical de Isma Ralan, do grupo de experimentação “In” Temporal e, para finalizar, performances e danças, através da conjugação de sentidos e emoções, do grupo DEIADANCE-Project-António Galrinho.
As comemorações do Dia Internacional dos Museus, centradas no Museu do Trabalho Michel Giacometti, estendem-se a outros espaços museológicos do concelho, como o Museu de Setúbal, para o qual está marcado o lançamento, no dia 18, às 10h00, de uma nova ferramenta tecnológica.
Para assinalar a Noite Europeia dos Museus, no dia 20, a partir das 18h00, o Museu de Setúbal é palco de um momento musical pelos alunos da Academia de Música e Belas-Artes Luísa Todi.
Também no dia 20, pelas 15h00, na Casa Bocage, é apresentada a obra poética "Pensamentos e Poesia", de Manuela D'Abreu, autora natural de Setúbal.
O Dia Internacional dos Museus, criado pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus, celebra-se anualmente a 18 de maio e este ano tem como tema “Museus e histórias contestadas: Dizendo o indizível nos museus”.
 
 Sintra
No dia 20 de maio às 21h30 o Museu Anjos Teixeira vai viver o maior mistério da sua história. O que parecia uma visita guiada noturna irá transformar-se num enigma de outro mundo… Aceite o desafio e comemore a Noite Internacional dos Museus de forma surpreendente e mais não dizemos…
 
 

Mensagens populares