Sugestões de Museus de norte a sul


Propostas de museus: Amarante, Coimbra, Guimarães e S. João da Madeira

Amarante – Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso
Decorre até ao próximo dia 14 de maio o prazo para a apresentação de trabalhos concorrentes à “Jovem Criação Europeia 2017/2019”, um certame que envolve nove cidades europeias, estando Portugal representado por Amarante, através do Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso.
Pode ser visitada até 25 de junho na Sala de Exposição Permanente a exposição “Le couple” de Arpad Szenes e Vieira da Silva.
No espaço de exposições temporárias do 1º piso do Claustro Velho, pode ser vista até 7 de maio a exposição “40 anos Cinanima”, de João Machado.
 
Coimbra – Museu Nacional de Machado de Castro
O MNMC, em parceria com os MiniBioqs, grupo voluntário de estudantes de Bioquímica da UC sob a coordenação de uma professora da Licenciatura, fará experiências lúdico-científicas ligadas à conservação das peças do Museu tendo como público-alvo crianças e jovens.
Para cuidar do Património Cultural que é de todos, a cultura e a ciência dão, assim, as mãos na descoberta dos porquês de muitos fenómenos que diariamente acontecem e danificam esse mesmo património.
As experiências irão focar-se em:
O que são os ácidos?
O que fazem à pedra?
Como se forma o calcário?
Por que faz o gelo mal à pedra?
Como podem as raízes danificar a pedra?
De que cor são os líquenes? E as algas? O que fazem à pedra?
O que são os sais? O que provocam na pedra?
Vamos medir a humidade?
Vem ser um aprendiz de pintor;
A “lavandaria” química;
As cores das plantas;
A lupa binocular;
Este plástico contém PVC?
Atividade gratuita | Últimas sextas-feiras de cada mês
Horário: 10h00-12h30 | 15h00-17h00
Inscrições | 239 853 070
[até às 17h00 do dia útil anterior à atividade]
 
Guimarães – Museu de Alberto Sampaio
Termina já dia 15 de abril e não deve perder a oportunidade de ir ao Museu de Alberto Sampaio que organiza, pela segunda vez, a exposição 'A Paixão em Guimarães'. Este percurso pelas igrejas, passos da Paixão e museus vimaranenses foi este ano alargado a mais dois pontos: a Igreja de S. Dâmaso e o Cruzeiro da Paixão próximo deste templo.
O objetivo é dar a conhecer ao público um número significativo de peças de elevada qualidade artística que habitualmente não estão expostas. Em cada local, o visitante poderá apreciar três obras relacionadas com o tema da Paixão pertencentes ao acervo dessas instituições, sendo que o percurso contempla também os Cinco Passos da Paixão que se encontram espalhados pela cidade. No Museu de Alberto Sampaio podem já ser apreciadas três cruzes em madrepérola, datadas, ao que se pensa, do século XVIII e de provável origem na Terra Santa.
O percurso d' 'A Paixão em Guimarães' inclui 20 locais diferentes que podem ser visitados entre os dias 8 e 16 de abril, de forma livre. A iniciativa inclui um 'passaporte' a ser carimbado em cada local, como prova da visita, sendo que por cada dois museus ou igrejas visitadas será oferecido um marcador de livros alusivo à exposição.
'A Paixão em Guimarães' faz parte do programa do Festival de Música Religiosa de Guimarães.
Itinerário:
1 - Igreja dos Santos Passos
2 – 1º Passo da Paixão: Jesus cai pela primeira vez
3 - Igreja de São Francisco
4 - Igreja de São Sebastião
5 - Igreja de São Domingos
6 - Sociedade Martins Sarmento
7 - Igreja de São Pedro
8 - Igreja da Misericórdia
9 - 5º Passo da Paixão: Jesus é despojado das suas vestes
10 - Oratório do Senhor dos Desamparados
11 - 2º Passo da Paixão: Jesus encontra sua mãe
12 - Museu de Alberto Sampaio
13 - Igreja de Nossa Senhora da Oliveira
14 - 3º Passo da Paixão: Jesus cai pela segunda vez
15 - 4º Passo da Paixão: Jesus consola as mulheres de Jerusalém
16 - Igreja do Carmo
17 - Paço dos Duques de Bragança
18 - Igreja de Santo António dos Capuchos
19 - Igreja de S. Dâmaso
20 - Cruzeiro da Paixão
A entrada nos locais é gratuita
 
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios celebra-se dia 18 de abril e o Museu de Alberto Sampaio volta a associar-se a este dia promovido pelo Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS) e dedicado este ano ao ‘Património Cultural e Turismo Sustentável’. Nesse sentido, propõe algumas atividades maioritariamente gratuitas.
PROGRAMA
10h00 – Teatro de sombras “E assim nasceu Guimarães”
Este encantador teatro de sombras explica como e onde nasceu Guimarães. Através dele, acompanhamos a evolução do espaço que é, hoje, ocupado pelo Museu de Alberto Sampaio, o local onde o coração de Guimarães começou a bater!
Público-alvo: público escolar
Número máximo: 50
Gratuito
 
10h30 - Visita guiada ao tesouro da Senhora da Oliveira
Nesta visita à sala de Aljubarrota e à sala de ourivesaria, damos a conhecer o magnífico tesouro constituído por peças oferecidas à Senhora da Oliveira.
Público-alvo: público em geral
Número máximo: 50
Gratuito
 
14h30 - À Descoberta do Centro Histórico
Com a ajuda de um guião, pequenos e graúdos poderão, de uma forma autónoma, descobrir alguns dos locais mais emblemáticos do Centro Histórico de Guimarães e algumas das suas curiosidades.
Público-alvo: público em geral
Custo: 1,5€ por guião (com lápis)
Número máximo: 30
Marcação obrigatória com um mínimo de 3 dias de antecedência
Contactos: 253 423 913 ou masampaio.se@culturanorte.pt.
 
S. João da Madeira -Museu da Chapelaria
Em Abril chega ao Museu do Calçado a primeira exposição temporária de 2017 dedicada à artista e designer bielorussa Anastasia Radevich.
No âmbito da inauguração da exposição “Anastasia Radevich. Formas de Arte” decorre um seminário no dia 21 de Abril, pelas 17h30, ao longo do qual a artista irá abordar algumas questões centrais do seu processo criativo e do seu percurso profissional, constituindo um importante momento de reflexão e partilha de experiências com esta singular criadora.
A entrada é gratuita mas dado o número limitado de lugares deverá ser feita inscrição prévia através do email do Museu do Calçado museudocalcado.sjm@gmail.com.
 

Mensagens populares