Quando as fronteiras não existem: Biografia de “Paco de Lucía - El Hijo de la Portuguesa” foi apresentada em Castro Marim


O livro “Paco de Lucía – El Hijo de la Portuguesa” foi apresentado na Biblioteca Municipal de Castro Marim, no passado dia 20 de janeiro, pelo autor Juan José Téllez.
Esta iniciativa nasceu da mesma vontade que o Festival de Lucía, que teve a sua edição zero em 2016, “comemorar, lembrar e interiorizar a herança de Paco de Lucía como filho de Castro Marim”, sublinhou a vice-presidente da autarquia Filomena Sintra.
Paco de Lucía, reconhecido como um dos melhores compositores e guitarristas do mundo, tinha em Castro Marim as suas raízes, mais concretamente em Monte Francisco, terra que viu a sua mãe, Luzia, nascer. “Mais do que ser filho de alguém de Castro Marim, Paco sempre associou o seu nome à sua mãe, a sua ligação emocional a Castro Marim e à sua mãe ficou perpetuada também no nome dos seus álbuns e para nós é uma honra reconhecer esse orgulho”, concluiu a vice-presidente. 
“Paco dizia que do que gostava era de cantar, mas como era tímido, escondia-se atrás da guitarra. Abençoada timidez, que o fez ser o génio mundial da guitarra”, declarou o escritor, jornalista e autor desta biografia Juan José Téllez, que já viu o seu trabalho reconhecido em vários prémios jornalísticos e literários. Entre as suas diversas obras literárias, destacamos “Medina y otras memórias” (Valência, 1981), o ensaio, “Paco de Lucía, Retrato de familia con guitarra” (1994), “Transatlântico” (Madrid, 2000), “Las Causas Perdidas” (2005), “Las Grandes Superficies” (2010).
Presente nesta apresentação esteve também o realizador Ivan Dias, um dos responsáveis pelo espetáculo “La Herencia de Paco de Lucia”, que esteve em Castro Marim no ano de 2015 e foi a iniciativa precursora da criação do Festival de Lucía. “Esta biografia permite-nos conhecer Paco além dos sentimentos da sua música, fala-nos sobre a sua vida, a ligação a Portugal, o que o moveu”, declarou o realizador.
O projeto para o Largo Paco de Lucía, em Monte Francisco, foi apresentado pelo presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, que mencionou ainda uma futura geminação com Algeciras, onde nasceu este mestre do flamenco e onde gravou os seus primeiros discos. “Vamos recriar em frente à casa de sua mãe, em Monte Francisco, um local de romaria onde possamos sentir e ouvir Paco de Lucía”, concluiu o presidente.
No público, marcaram presença alguns nomes ligados à música e admiradores do trabalho de Paco de Lucía, entre os quais Raul Rodriguez, filho da cantora espanhola Martirio, e Ruca Rebordão, de visita ao concelho de Castro Marim.

Mensagens populares