Música - O Que Temos de Novo Para Descobrir

 IDLES APRESENTAM NOVO ÁLBUM EM PORTUGAL COM DOIS CONCERTOS EM NOVEMBRO


Idles, a banda Punk Rock de Bristol, vai embarcar pela primeira vez numa digressão mundial, com o propósito de apresentar o novo álbum "Joy As An Act of Resistance". O quinteto tem passagem confirmada no Porto a 26 de novembro, no Hard Club, seguindo para Lisboa a 27 de novembro, onde atuam no Lisboa ao Vivo - LAV.


Com o lançamento do novo álbum confirmado para dia 31 de agosto de 2018, a banda inglesa de Bristol já partilhou com os fãs dois singles, "Danny Nedelko" e “Colossus”. Produzido pelo Space e misturado por Adam Greenspan e Nick Launay (Arcade Fire, Yeah Yeah Yeahs, Kate Bush), "Joy as an Act of Resistance", aponta para tudo, desde a masculinidade tóxica, nacionalismo, imigração e desigualdade de classes – tudo isto enquanto mantém entranhada uma positividade contagiante. O vocalista Joe Talbot resume: “This album is an attempt to be vulnerable to our audience and to encourage vulnerability; a brave naked smile in this shitty new world. We have stripped back the songs and lyrics to our bare flesh to allow each other to breathe, to celebrate our differences, and act as an ode to communities and the individuals that forge them. Because without our community, we’d be nothing.”
Considerada como a melhor banda de Punk do Reino Unido pelo jornal The Guardian, desde o primeiro EP “Welcome” de 2012 ao álbum de estreia "Brutalism", lançado em 2017, o quinteto atingiu o #1 no Viral Chart do Spotify e alcançou as listas de "Álbuns do ano" pelas revistas de música Crack, NME e BBC 6 Music.


 


BUBA E TERESINHA LANDEIRO COMPLETAM CARTAZ DO PALCO EDP FADO CAFE DO NOS ALIVE'18 NO DIA 13 DE JULHO



O EDP Fado Cafe, acaba de confirmar dois nomes em ascensão no Fado para dia 13 de julho. Buba e Teresinha Landeiro, os jovens fadistas completam o cartaz e são responsáveis por este palco no segundo dia do festival.


Buba, o jovem cantador alentejano, passa no seu percurso musical pela relação estreita com os dois patrimónios musicais portugueses reconhecidos pela UNESCO: o Cante Alentejano que de forma natural veio encontrar no Fado uma estética com a qual pretende cruzar as influências das suas raízes. Participou em espetáculos de grandes nomes da cena musical portuguesa, passou pelas mais icónicas casas de Fado de Lisboa e assumiu o seu lugar como fadista, tornando-se numa das novas promessas da nova geração.


Neste dia, junta-se a Buba Teresinha Landeiro, a jovem que tem vindo a construir um percurso sólido da sua carreira no mundo do Fado e que hoje é considerada uma das grandes fadistas da nova geração da Canção de Lisboa. A partir do momento que cantou o Fado tomou-lhe o gosto e passou a frequentar casas de fado em Lisboa, acabando por integrar o elenco da Mesa de Frades. A jovem fadista que se encontra neste momento em digressão pela América do Sul, no âmbito dos Festivais de Fado de Buenos Aires e Bogotá, promete trazer ao palco do EDP Fado Cafe uma lufada de ar fresco com a sua talentosa voz.


O Palco EDP Fado Cafe, o sétimo palco do NOS Alive, nasceu na 10.ª edição, na Rua EDP, uma zona renovada do recinto com cenografia tradicional portuguesa. A requalificação desta rua com 150 metros de comprimento, eminentemente inspirada na traça pombalina, volta a albergar vários elementos da cultura portuguesa, entre eles a recriação do Museu da Eletricidade e do MAAT, dois verdadeiros ícones da cidade de Lisboa. Nesta zona vive o Palco EDP Fado Cafe, dois espaços centrais de ativação da EDP, e ainda várias zonas comerciais. O projeto é da autoria do arquiteto Rui Francisco e a produção está a cargo da EPC (Empresa Portuguesa de Cenários).


JORGE PALMA E MARTA PEREIRA DA COSTA CONFIRMADOS NO PALCO EDP FADO CAFE DIA 14 DE JULHO NO NOS ALIVE'18

O EDP Fado Café confirma a presença de Jorge Palma e Marta Pereira da Costa para dia 14 de julho. Jorge Palma, um nome incontornável da música portuguesa, e Marta Pereira da Costa, a guitarrista que não se fica só pelo Fado e aborda o instrumento como um meio para chegar a diferentes universos musicais, são os artistas que sobem ao Palco EDP Fado Cafe no último dia do festival.


Jorge Palma, com mais de 40 anos de carreira, a sua obra contém canções amplamente transversais que se tornaram hinos intemporais, tornando-se um dos nomes mais importantes do panorama musical português. Compositor, poeta, intérprete e exímio pianista, compôs êxitos, somando Discos de Ouro, Dupla Platina, galardoado duas vezes com o Prémio José Afonso e Prémio Pedro Osório pela Sociedade Portuguesa de Autores e ainda um Globo de Ouro.


Nesta edição do NOS Alive, o artista irá apresentar-se no seu formato acústico, acompanhado por Vicente Palma e Gabriel Gomes (ex-Madredeus e Sétima Legião). Vicente surge na guitarra, no piano ou na voz, acompanhando Jorge Palma em alguns dos temas que tocam juntos há mais de uma década. Gabriel oferece a sonoridade do seu acordeão para criar ambientes verdadeiramente íntimos e especiais.


Marta Pereira da Costa, destaca-se pelo seu desempenho neste mundo de homens como sendo  a primeira e única guitarrista profissional de Fado a nível mundial. Distinguida pela Fundação Amália Rodrigues com o "Prémio Instrumentista", assinala o seu primeiro disco a solo com inúmeras participações, nacionais e internacionais, como Rui Veloso, Dulce Pontes, Camané, Richard Bona, entre outros. Neste seu trabalho elogiado por parte da imprensa e do público apresenta composições próprias, presta tributo às suas referências musicais e leva a guitarra portuguesa numa viagem por diversos géneros musicais. Marta promete apresentar no dia 14 de julho no EDP Fado Café um espectáculo onde haverá lugar para tradição e simultaneamente inovação, um ambiente dinâmico e intenso, onde delicadeza, entrega e expressividade acontecem de forma especial a cada música.


JUANA MOLINA É A MAIS RECENTE CONFIRMAÇÃO DO PALCO SAGRES DO NOS ALIVE'18 PARA DIA 12 DE JULHO

Juana Molina, um dos grandes nomes da música alternativa da América do Sul, actua no Palco Sagres do NOS Alive’18 dia 12 de julho, juntando-se aos já anunciados Friendly Fires, Khalid, Wolf Alice, Jain, Sampha e Blasted Mechanism.
Apesar de ter iniciado a sua carreira como actriz de comédia, rapidamente passou para o mundo da música com a estreia do álbum "Rara" em 1996. Com um estilo único, em que mistura sons acústicos e electrónicos com formações pop e folk, a sua música é sempre uma exploração sonora. Juana aborda a música de uma maneira muito física e intuitiva, cada instrumento e recurso electrónico é uma extensão do seu corpo e é usado para expressar sentimentos e humores.


O álbum "Segundo" valeu-lhe a distinção pela Entertainment Weekly com o prémio de melhor álbum de World Music em 2003 e ainda "Tres Cosas"  como um dos dez melhores discos de 2014 pelo jornal  New York Times. "Halo" o mais recente trabalho de Molina segue um novo marco na sua evolução e na sua voz inconfundível, como cita a revista de música Pitchfork "She’s on an evolutionary journet of her own devising".
A cantora traz a solo nacional canções dos seus setes discos e garante um concerto mágico à sua maneira no NOS Alive’18



SNOW PATROL APRESENTAM "WILDNESS" COM CONCERTO EM NOME PRÓPRIO DIA 16 DE FEVEREIRO EM LISBOA



Os Snow Patrol acabam de anunciar a digressão europeia de apresentação do novo disco de originais “Wildness”, com um concerto garantido em Portugal, dia 16 de fevereiro no Campo Pequeno. A banda, que atua no NOS Alive'18 acaba de prometer aos fãs uma nova data em terras lusas, com um concerto em nome próp,rio. Na calha está a apresentação do tão aguardado sétimo álbum de estúdio, editado no passado mês de maio, após sete anos de hiato.


A banda de Gary Lightbody, Nathan Connolly, Paul Wilson, Jonny Quinn e Tom Simpson, que junta elementos da Irlanda e da Escócia, conta agora com sete álbuns no repertório e milhões de discos vendidos por todo o mundo, dos quais constam sucessos como “Run”, “Chasing Cars”, “Open Your Eyes”, “Signal Fire” e “Just Say Yes”.


Formados na década de 90, os Snow Patrol atingiram o reconhecimento mundial com a música “Chasing Cars” do Disco Platina “Eyes Open”, álbum mais vendido desse ano no Reino Unido, mantendo-se na Billboard 200 durante mais de 15 semanas. O quinteto já soma 25 prémios e 51 nomeações em mais de 20 anos de carreira.


AMAZONICA ABRE CONCERTO DE MARYLIN MANSON DIA 27 DE JUNHO NO CAMPO PEQUENO 

Victoria Harrison, aka Dirty Harry, é a artista convidada para a primeira parte do concerto de Marylin Manson em Portugal, já no próximo dia 27 de junho, no Campo Pequeno. Conhecida não só pelos temas em nome próprio, como pelas colaborações de artistas como Tommy Lee, Adamski, Cradle of Filth e The Crystal Method, Victoria não se ficou por aqui e estendeu os seus talentos aos DJing sob o nome AMAZONICA, projeto que apresenta em palco dia 27 de junho em Lisboa.


O disco que para muitos é uma prova da capacidade de Marilyn Manson de surpreender e de continuar a dar voz a fortes polémicas chega dois anos após o bem-sucedido “The Pale Emperor” e foi feito em parceria com o guitarrista Tyler Bates, conhecido pela composição de bandas sonoras de filmes como “Guardians of the Galaxy”, “300” e “John Wick”.


Este trabalho conta com fortes elementos que remetem a álbuns mais antigos como “Portrait of an American Family” e “Holy Wood (In the Shadow of the Valley of Death), tendo, no entanto, novas influências vindas do rap e post-punk.


 

Mensagens populares