FIA 2018 - A maior feira intercultural da Península Ibérica tem data marcada

Está a chegar um dos meus eventos preferidos, não costumo falhar nenhuma edição da FIA. E parece que não sou só eu, a FIA Lisboa 2018 – Feira Internacional do Artesanato é considerado um dos eventos mais emblemáticos e apreciados pelo público em geral e já tem data marcada. Entre 23 de junho e 1 de julho os visitantes terão a oportunidade de degustar inúmeros sabores, entrar nas danças e tradições dos quatro cantos do mundo. Este é o lugar para ver e adquirir peças de artesanato únicas, nacionais, internacionais e celebrar o grande encontro de culturas.
Sabia que esta é a maior feira de multiculturalidade que ocorre na Península Ibérica e a segunda maior da Europa? Este ano, mais uma vez vai ser uma plataforma para a promoção da identidade e desenvolvimento dos territórios nacionais e internacionais, tanto a nível económico, como cultural e turístico. Com organização da Fundação AIP, em parceira com o IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional, estará patente uma exposição temática fruto desta longa ligação. Este ano, e pela primeira vez, o evento conta com a participação de países como Timor-Leste, Bulgária, República do Congo e Gana.
No total serão mais de 40 países, 600 expositores, 220 deles estrangeiros, dos cinco continentes, entre eles empresas, artesãos nacionais e internacionais, entidades ligadas ao desenvolvimento rural, regional e agentes na área da gastronomia artesanal, tradicional e restauração.
É também na FIA Lisboa que surgem possibilidades de estabelecer sinergias, conhecerem-se novos profissionais, colecionadores e apreciadores dos ofícios artesanais, artes e design. Este ano, e à semelhança de 2017, espera-se a visita de mais de 110 mil pessoas, número com que a feira encerrou as portas no ano passado.
Uma das grandes novidades deste ano é Marrocos, presente oficialmente na FIA pelo 10º ano consecutivo, Marrocos é o País Convidado da edição de 2018. Este ano Marrocos duplica as dimensões do seu stand, apresentando um espaço de 500 m2 e trazendo consigo expositores do país, para além dos mais de vinte expositores de origem marroquina já confirmados individualmente na feira. Para quem é apreciador da arte berbere, além do que habitualmente encontra, este ano vai poder descobrir um espaço de exposição com todo o tipo de artesanato típico marroquino, desde calçado a vestuário, passando pelas artes de tapeçaria, cerâmica e bijuteria. Os visitantes terão igualmente a oportunidade de ver in loco uma oficina de artesãos de calçado, assim como um showcooking com direito a degustação, demonstração de pinturas em henna, o ritual do chá, e um alinhamento musical contínuo, durante todo o certame, de música pop, música clássica andaluz e Gnawa. De 23 de Junho a 1 de Julho, Marrocos vai dar ainda mais vida, cor e sabor a um dos eventos mais emblemáticos e carismáticos do ano, trazendo para Portugal toda a sua cultura ímpar e única, que o visitante poderá conhecer e experienciar em primeira mão.

Mensagens populares