IGUARIAS DE MELGAÇO CANDIDATAS ÀS ‘7 MARAVILHAS À MESA’

Os produtos de Melgaço vão à Mesa das 7 Maravilhas com três deliciosas propostas. Lampreia do Rio Minho, Fumeiro, Cabrito do monte assado no forno, Bife de Presunto, Caldo Verde, Queijos e, claro, o Alvarinho, são as iguarias que integram as candidaturas.
‘Melgaço é detentor de uma saborosa gastronomia e por isso não poderíamos ficar indiferentes a este concurso. Na nossa região persistem sabores genuínos, originários de saberes ancestrais, e que atraem cada vez mais entusiastas da boa mesa. Sabemos do enorme potencial que o nosso património gastronómico tem e queremos que Portugal, e o Mundo, também o comprovem.’, sustenta Manoel Batista, autarca de Melgaço.
Melgaço apresenta três propostas:
Mesa de Melgaço 1
A Rota do Alvarinho proporciona experiências marcantes e diferenciadoras. Monção e Melgaço é a única sub-região de Portugal com selo de garantia próprio. Em Melgaço, a gastronomia associada à lampreia apresenta-se arreigada às suas gentes pelas receitas e sistema de pesca únicos: as pesqueiras, legado romano.
Na mesa com lampreia seca/fumada: frita com ovos, assada na brasa ou enrolada com presunto, este prato é excelente acompanhado com Espumante Bruto Soalheiro - complexo no sabor, de bolha fina e persistente, denota ótimo equilíbrio entre acidez e álcool harmonizando, na perfeição, com as fragrâncias e sabores deste petisco único.
Expoente máximo da confeção deste ciclóstomo é o arroz de lampreia: peculiar em tudo, do aspeto ao aroma e pelo seu caráter sazonal. Encontra no encorpado Anselmo Mendes Tempo 2015 o seu aliado perfeito.
O queijo de cabra curado Prados de Melgaço possui um aroma e paladar suaves, mas inconfundíveis, acentuados pelo cuidadoso processo de maturação.
Para uma refeição tão possante um digestivo amplamente premiado: a aguardente Vínica de Alvarinho XO Dona Paterna.
Mesa de Melgaço 2
O Parque Nacional da Peneda-Gerês – PNPG (único em Portugal com esta classificação), Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurés (RBTGX)-UNESCO, onde se insere Melgaço, é um importante ícone do concelho, símbolo da sua excelência natural e ambiental.
Terra rica em tradições, aqui nasceu a arte do Fumeiro de Melgaço. De origem secular, a produção tradicional é porta-estandarte do concelho. A sugestão para acompanhamento é o alvarinho Soalheiro Primeiras Vinhas - aromaticamente elegante e persistente de sabor, um dos dez melhores vinhos portugueses by Jancis Robinson.
Nestas montanhas, os rebanhos de cabras bravias, bem guardados pelo fiel Cão de Castro Laboreiro, dão origem a outro ícone gastronómico, o Cabrito do Monte Assado no Forno. Desde sempre na mesa dos melgacenses, a iguaria é deliciosamente harmonizada com o Espumante QM Super Reserva, um dos 50 Melhores do mundo (2017) pela Wine Pleasures (95 pts). Nesta mesa reina também o Queijo de cabra Camembert Prados de Melgaço - com um aroma e paladar inconfundíveis, acentuados pelo processo de maturação em alvarinho.
A montra destes e de outros ex-libris é a Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço: um evento incontornável na rota das festas gastronómicas do país. Dos Vinhos Alvarinhos, ao Fumeiro e ao Artesanato, passando pelo Turismo e pela Gastronomia, a Festa do Alvarinho e do Fumeiro reúne as características populares que estiveram na sua origem e a evolução natural assinalada ao longo dos anos. O certame foi reconhecido pelo Turismo de Portugal como de interesse para o Turismo.
 
Mesa de Melgaço 3
O Parque Termal do Peso, referência no termalismo nacional pelos efeitos benéficos da sua água mineral, abre as suas portas para uma terra de experiências e uma nova forma de sentir a saúde. É neste território que o Alvarinho revela o máximo das suas potencialidades, detendo selo de garantia próprio.
Em terra de Inês Negra, há cinco séculos que o prato regional autêntico, em qualquer refeição, é o presunto ou então confecionado com este produto. Reputado e reconhecido pela UE com Indicação Geográfica Protegida – IGP, o presunto perpetua uma receita secular: os bifes de Presunto de Melgaço. O caramelizado de cebola com Alvarinho e o crocante da broa de milho frita, enaltecem-no acompanhado com Quinta do Regueiro Primitivo 2016 - produzido em vinhas muito velhas, é um vinho encorpado, complexo e fresco.
Também o Caldo Verde, acompanhado com broa e rodelas finas de chouriço tem marcado destaque na gastronomia local.
A sugestão é terminar com o Queijo de cabra Cura Longa Vinho Alvarinho & Pimentão Prados de Melgaço e  Valados de Melgaço Espumante Alvarinho Reserva 2015 Extra Bruto.
Os vários produtos da região estão agora a ser avaliados por um painel de especialistas e pelo Concelho Científico. ‘Esta eleição vai promover a verdadeira experiência de comer e beber a uma mesa portuguesa, razão pela qual somos cada vez mais um destino turístico de referência.’, refere a organização anunciando que ‘do concurso irão resultar sete mesas representativas do nosso país.’ O processo segue o percurso de anos anteriores, com a votação de um painel de especialistas na lista longa de candidaturas, de onde vai resultar uma lista de 49 pré-finalistas, 7 de cada região, no dia 7 de abril. A votação é auditada pela PwC e o regulamento está disponível em www.7maravilhas.pt.
7 Maravilhas à Mesa® é um projeto com o Alto Patrocínio do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, da Secretaria de Estado do Turismo, e da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, desenvolvido em parceria com a Associação de Municípios Portugueses do Vinho.
 
 

Mensagens populares