De Norte a Sul, De Cá e De Lá

Barcelos
Os concertos de Mariza e Herman José & Big Band são dos principais destaques da Festa das Cruzes, a realizar-se entre 25 de abril e 6 de maio em Barcelos, e que este ano volta a apresentar novidades, designadamente um novo palco localizado na Frente Ribeirinha.
O cartaz da Festa das Cruzes 2018, revela um programa que conjuga da melhor forma as vertentes religiosa e profana, tendo este ano como pano de fundo a eleição de Barcelos como Cidade Criativa da UNESCO.
 O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, referiu na sua intervenção que "há muitos motivos que nos orgulham e o facto de termos sido distinguidos como Cidade Criativa da UNESCO é um deles e terá um grande impacto nesta edição da Festa das Cruzes". Miguel Costa Gomes frisou também o facto de "ainda esta semana o Município ter sido distinguido com o Prémio Nacional de Artesanato e a artesã Júlia Ramalho ter recebido o Grande Prémio Carreira, o que nos torna uma grande referência a nível nacional na área do artesanato e é isto que nos diferencia e enriquece também a Festa das Cruzes".
 O Provedor da Real Irmandade do Senhor da Cruz, Pedro Ferreira, abordou a temática dos "tapetes de pétalas naturais que estarão expostos no Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz, a partir do dia 27 de abril" criando ainda expectativas sobre "a inauguração do restauro do Couto dos Cónegos, que é um local pouco visível, mas que a partir da conclusão do seu restauro, será um ponto de passagem para quem visitar Barcelos e o Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz".
 Já o Prior de Barcelos, Monsenhor Abílio Cardoso, abordou a parte religiosa, aludindo à "Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz que atingiu um estatuto único nos últimos anos, e que é o ponto alto da vertente religiosa".
 Assim, a primeira grande romaria do Minho tem para oferecer aos barcelenses e às centenas de milhares de turistas que ao longo deste 12 dias passarão a Barcelos dezenas de eventos culturais, desportivos, religiosos e lúdicos, através de um programa ancorado na tradição e que, como não podia deixar de ser, vai ao encontro do gosto popular, procurando, também, cada vez mais, cativar o público mais jovem.
Do cartaz musical destacam-se as atuações do humorista Herman José acompanhado pela sua Big Band (28 de abril) e da fadista Mariza (30 de abril), espetáculos que terão lugar, pela primeira vez, na Frente Ribeirinha.
 A criação de um terceiro palco junto ao Rio Cávado (além dos palcos na Avenida da Liberdade e Jardim das Barrocas) visa expandir a Festa das Cruzes valorizando, dessa forma, a envolvente urbana e promovendo a maior mobilidade dos foliões dentro da cidade, além de ser um espaço que pode acolher mais pessoas e que proporciona ao público uma melhor visibilidade para os concertos.
 Ainda no plano musical, haverá ainda mais grandes concertos nos outros dois palcos da romaria, como o dos Santa Maria (27 de abril, no palco da Avenida da Liberdade), e de Ana Malhoa (dia 2 de maio, no palco do Jardim das Barrocas).
 O programa da Festa das Cruzes dá palco, igualmente, aos novos valores musicais e instituições do concelho, contando com as atuações do Conservatório de Música de Barcelos (dia 25 de abril, no palco da Avenida da Liberdade), da Banda Sópodia (26 de abril, palco da Avenida da Liberdade), da Magistuna (1 de maio, no palco da Avenida da Liberdade), da Banda Musical de Oliveira (1 de maio, no palco da Avenida da Liberdade), além das diversas associações e grupos de Zés Pereiras do concelho que animarão as ruas da cidade.
 Mantendo a sua vertente tradicional, a Festa das Cruzes volta a ter como um dos muitos pontos altos a Batalha das Flores (dia 1, às 15h00, na Avenida da Liberdade), este ano subordinada ao tema “Barcelos Cidade Criativa”. Dezenas de associações do concelho colhem as flores com as quais, depois, se vão digladiar num espetáculo único e de rara beleza.
 O envolvimento do movimento associativo local evidencia-se, também, com as Rusgas ao Senhor da Cruz (29 de abril, 15h00, na escadaria do Templo do Senhor da Cruz).
 A vertente religiosa assume extrema importância no cartaz da romaria, sendo a Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz (dia 3 de maio, feriado municipal, às 17h30), na qual desfilam as cruzes das 89 paróquias do concelho, uma das principais atrações.  Os Tapetes de Pétalas Naturais patentes no Templo do Senhor da Cruz (inauguração no dia 27 de abril, às 18h00) são um ponto de passagem obrigatório para quem visita Barcelos por este dias de festa.
À feição dos últimos anos, a Festa das Cruzes mantém a aposta em cativar o público jovem e, mais uma vez, o “Bamos às Cruzes” vai animar os foliões até de madrugada com muita música e bares na Alameda das Barrocas. Nos dias 27, 28 e 30 de abril e 2, 4 e 5 de maio pelo recinto do “Bamos às Cruzes” vão passar artistas e DJ como Insert Coin, Zecadegas, Ruizinho de Penacova, Los Bravos ou Isabel Figueira, entre muitos outros.
Castro Marim
Castro Marim acolhe 8º Festival Internacional de Poesia e Arte “Grito de Mulher”
A celebrar a sua 8ª edição, o Festival Internacional de Poesia e Arte “Grito de Mulher” vem a Castro Marim no próximo sábado, dia 24 de março. O evento tem lugar na Casa do Sal, pelas 10h00, e contará vários momentos artísticos alusivos à temática anual do Festival, as mães como pilares da sociedade e guias de uma nova geração comprometida com uma vida sem violência.
“Grito de Mujer” é um festival poético-artístico organizado pelo MPI (Movimento Mujeres Poetas Internacional), nascido na República Dominicana pela escritora Jael Uribe, que consiste numa cadeia de eventos simultâneos em vários países durante o mês de março, em homenagem à mulher e contra a violência. Pode obter mais informações sobre este movimento em www.gritodemujer.com.
“Por ti Mujer, Uniendo Fronteras”, é o mote desta ação na Casa do Sal, numa simbiose com as características culturais deste território transfronteiriço. O MPI lançou o repto a algumas mulheres do Baixo Guadiana para participarem ativamente no projeto e integrar a publicação que resultará desta edição, estando o mesmo desafio aberto a todos os interessados. Para além da declamação de poesia, o festival conta com alguns momentos musicais, nas vozes de Carla Sabino, Ângela Mascarenhas, Natalino Martins, Nádia Catarro e ainda a participação de “Música do Mundo de Mulheres” e da Associación FRONTEiRAS.
Esta é uma iniciativa do Movimento Mujeres Poetas Internacional e do Município de Castro Marim e conta com o apoio de vários colaboradores voluntários.
 
Setúbal
O Festival da Caldeirada de Setúbal está de regresso ao concelho, que, entre 24 de março e 8 de abril, junta a participação de perto de três dezenas de restaurantes e uma sessão de degustação comentada.
Ao longo do certame, organizado pela Câmara Municipal e pela Associação Baía de Setúbal, 26 restaurantes do concelho apresentam ao público ementas em que a caldeirada sadina está em especial destaque.
A lista dos espaços de restauração aderentes inclui a Adega do Zé, a Adega dos Garrafões, a Adega Leo do Petisco, o Bombordo, o Cantinho dos Petiscos, a Casa do Mar, o Copa d’Ouro, o Novo 10, o Bote, o Convés e o Praxedes.
O elenco de restaurantes fica completo com Petisqueira “O Manuel”, Poço das Fontainhas, Rebarca, Restinguinha, Ribeirinha do Sado, Solar do Marquês II, Taberna de Azeitão, Taberna Grande, Taberna Típica, Tasca da Fatinha, Tasca das Marés, Tasca do Xico da Cana, Tasca Kefish, Ti Prudência e Zagaia.
Além dos menus de restauração enriquecidos com as diferentes receitas que a caldeirada pode proporcionar, no festival, organizado com os apoios de Lallemand, Makro, Docapesca e do certificado CCL – Comprovativo de Compra em Lota, o público pode experimentar uma degustação comentada, de participação gratuita.
A sessão, que marca o encerramento do certame, a 8 de abril, com início às 18h00, na Casa da Baía, é acompanhada dos comentários de Daniel Ferreira, pescador, profissão na qual nasceu a genuína caldeirada à setubalense.
A iniciativa, promovida pela autarquia e pela Docapesca, requer inscrição, até 4 de abril, na Casa da Baía, localizada na Avenida Luísa Todi, n.º 468, pelo telefone 265 545 010 ou pelo endereço turismo.setubal@mun-setubal.pt.
Vouzela
Projeto “Memórias com Histórias” assinala 10 anos de existência. Destinado ao público sénior das instituições particulares de solidariedade social (IPSS), o projeto teve início em 2008 com o propósito de contar histórias e tradições que fazem parte do imaginário deste público.
Os dez anos do projeto vão ser assinalados com o espetáculo “Memórias de lá para Cá”, que terá lugar no cineteatro João Ribeiro, no dia 24 de março, pelas 14h30.
Ao palco irão subir cerca de 60 participantes, entre utentes, monitores e técnicos, do Centro Social de Cambra, do Centro Social de Campia, do Centro Social e Paroquial de Fataunços, do Centro Social e Paroquial de Queirã, da Associação Social, Cultural e Desportiva de São Miguel do Mato, da Santa Casa da Misericórdia de Vouzela e da Universidade Sénior de Vouzela.
O espetáculo tem entrada livre.
 

Mensagens populares