Fora de Casa nos Próximos Dias

Almada
Festival Os Sons de Almada Velha
De 30 de setembro a 28 de outubro, as igrejas do centro histórico de Almada e Cacilhas acolhem a 8.ª edição do festival Os Sons de Almada Velha.
Aos sábados, ao final do dia, pode assistir a concertos de música erudita, numa oportunidade para conhecer também melhor parte do património religioso do concelho de Almada.
Nesta edição o ponto de partida são as comemorações dos 450 anos do nascimento do compositor Claudio Monteverdi (1567/1643).
O festival Os Sons de Almada Velha é organizado pela Câmara Municipal de Almada, sob a direção artística da Academia de Música de Almada.
A entrada é livre.
 
Encontro de História Oral com Inscrições abertas
Nos dias 11 e 12 de outubro, o Museu da Cidade de Almada, acolhe o Encontro de História Oral – Práticas e Experiências, Locais sobre a Memória, uma iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Almada e do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL).
O Encontro de História Oral tem como objetivo refletir sobre práticas e experiências, conduzidas por instituições e investigadores, recorrendo à metodologia e processos da História Oral.
Com base no trabalho desenvolvido por várias instituições e entidades nacionais, o Encontro centrar-se-á em projetos e experiências de divulgação cultural assentes na memória e oralidade, debatendo as preocupações, dificuldades, oportunidades e mais valias de trabalhar a memória localmente, numa relação estreita com as comunidades locais, e quais os desafios metodológicos e potencialidades futuras dos modelos utilizados.
No âmbito do Encontro de História Oral, no dia 13 de outubro será realizada uma ação formativa sobre a recolha oral e o seu trabalho com jovens, dirigida a profissionais da área da educação, professores, pedagogos, educadores, e ao público em geral.
Esta ação de formação pretende sublinhar o papel dos museus municipais como recursos educativos para o conhecimento da história, não só através da exploração pedagógica das exposições patentes, mas também ao nível da formação na área do trabalho com a memória na construção de uma identidade concelhia, incentivando e apoiando projetos nestas áreas propostos pelas escolas e universidades, instituições de ação social - centros comunitários, associações, outros museus e centros de documentação.
  
Coimbra
O Museu Nacional Machado de Castro, em parceria com o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, comemora, esta sexta-feira, a Noite Europeia dos Investigadores. Subordinada ao tema ‘Ciência no dia-a-dia’ esta noite pretende dar a conhecer os rostos por detrás da investigação produzida em torno do museu e das suas coleções, bem como dar aos investigadores a oportunidade de verificar a perceção que o grande público tem do seu trabalho.
Estimular a participação ativa da sociedade em atividades de investigação e de transmissão do conhecimento científico é o objetivo desta edição cuja programação inclui Antropologia, Arqueologia, História da Arte, Conservação e Restauro, Química e Física.
  
 Ílhavo
Sexta feira, 29 de setembro
Auto da Compadecida
Teatro
Inspirado pelos romances e histórias populares nordestinas, Ariano Suassuna escreveu, em 1955, o Auto da Compadecida, no qual se encontra uma forte influência das obras dramáticas de Gil Vicente. Embora não adote a linguagem forte e, por vezes, rude do dramaturgo português, recupera os seus temas, nomeadamente o julgamento das diversas classes sociais.
Neste auto, critica-se a ganância do clero, a arrogância dos grandes senhores, a avareza dos comerciantes, o adultério, o homicídio, e tantas outras falhas. Mas, simultaneamente, demonstra-se que existem motivos para sentir esperança e consolo na atuação divina, não obstante as misérias e as fraquezas do mundo.
Teatro Ribalta
Laboratório das Artes – Teatro da Vista Alegre, 21h30
 
 
Sábado, 30 de setembro
Olhar por Dentro – A Arquitetura da Paisagem
2,00€/pessoa
Os primórdios do ordenamento do território em Portugal foram ensaiados na Colónia Agrícola da Gafanha com o projeto de António Campello em 1956. A Arquitetura da Paisagem e a Paisagem da Arquitetura serão os binómios indissociáveis desta visita.
Convidada: Teresa Andresen (arquiteta paisagista)
Casa da Cultura Ílhavo
Partida da Casa da Cultura ílhavo -10h30 ~ 13h00
 
Júlia
Teatro, por Daniel Gorjão.
5,00€/Pessoa. Desconto de 20% grupos +10 pessoas, séniores +65 anos, jovens até 17 anos, Cartão Jovem Municipal e Cartão Família
Atenção, isto é sobre desejo. A partir da obra de Strindberg, “Menina Júlia”, reflete-se sobre o ser humano na sua promiscuidade, na sua intimidade e na sua totalidade. Daniel Gorjão despe o Jean e a Júlia, mais para despir quem os vê. Não seremos todos, afinal, reféns do desejo? Nesta Júlia, que Teresa Tavares veste (despe?), está a paixão, o desejo bruto que atrai os seres humanos uns para os outros. E no espetáculo está o resto, a ilusão, o poder, o sexo, a humilhação, a frustração, a fuga, a salvação: a condição humana tem muito que se lhe diga.
Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré - Terça-feira a sábado, 15h00-20h00
 
Domingo, 1 de outubro
Experiência de Stand Up Paddle /SUP - Easy like Sunday Morning
20,00€/Pessoa (1ª vez), 15,00€/Pessoa (praticantes regulares), 15,00€ (kayak 2 lugares), gratuito praticantes com prancha própria. Inclui a prancha e remo, não inclui fato( 5 euros). Inscrição prévia necessária. Mínimo de participantes para realização da atividade: 5.
Necessário reservar até 22h do sábado anterior por e-mail ou sms, enviando nome + telefone +nº de pessoas.
Acessível a todos, independentemente do seu nível, sendo o objetivo o passeio de SUP, a descoberta da Ria e o convivio entre todos. Programas diferentes todos os domingos, tirando proveito das marés, das condições climatéricas e do nível de SUP dos participantes.
Riactiva - Escola de Windsurf e Kitesurf
Horário:outono/inverno: 10h – 18h, primavera/verão: 10h – 20h
Horários:
10.00 - Aquecimento
10.30 - Inicio do passeio de SUP
12.30 - Chegada do passeio de SUP
 
Lisboa
No âmbito do programa Lisboa na Rua´17, dia 28 de setembro pelas 21h30 no Largo de São Carlos em Lisboa pode ouvir e ver Aldina Duarte. O evento tem entrada livre.
  
Seixal
 A cumplicidade entre Olga Prats e António Victorino d'Almeida dá origem a um espetáculo irrepetível e de características únicas de cada vez que sobe ao palco. Lado a lado, frente a um único piano, a pianista e o compositor dialogam e desafiam-se, aproximam-se e distanciam-se, em torno do instrumento e da música, afirmando-se como duas identidades distintas, ao encontro uma da outra, do piano e da plateia.
Olga Prats é uma intérprete exímia, com créditos firmados enquanto solista para a Orquestra de Câmara do Festival de Pommersfelden, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Nacional (Buenos Aires), Orquestra Sinfónica da Universidade de San Juan (Argentina), Orquestra Sinfónica do Porto e Orquestra Sinfónica da Emissora Nacional, entre outras. António Victorino d'Almeida é um improvisador, compositor, divulgador musical, chefe de orquestra, orquestrador, homem de múltiplos talentos e vocações.
O espetáculo pode ser visto 30 de setembro, sábado, 21.30 horas no Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal.
 
Setúbal
Visitas aos navios Sagres, Creoula, Santa Maria Manuela e Vera Cruz, veleiros ao luar com street food e música, passeios de barco e um seminário integram, de 3 a 8 de outubro, a Semana do Mar Setúbal 2017.
O seminário “Setúbal, Porto e Cidade – Crescer em Conjunto”, no dia 3, a partir das 09h30, no Fórum Municipal Luísa Todi, dá início ao programa de atividades da Semana do Mar 2017, que decorre ao longo de seis dias, com a colaboração da Aporvela e da Marinha Portuguesa e de outros parceiros, como associações náuticas, culturais e outras entidades relacionadas com a economia do mar.
Igualmente no dia 3, a partir das 15h00, realiza-se a visita “Centro Histórico de Setúbal e Cultura Marítima”, atividade de participação gratuita com inscrições pelo telefone 265 239 365.
No dia seguinte, a 4, o Fórum Municipal Luísa Todi recebe, às 21h30, um concerto da Banda da Armada, com direção do comandante Délio Gonçalves, espetáculo aberto ao público mediante levantamento de convite – no máximo dois por pessoa – na bilheteira da principal sala de espetáculos setubalense.
As atividades do terceiro dia da Semana do Mar 2017, a 5, começam com o leilão tradicional de pescado “Do Mar à Voz”, às 15h00, no edifício da DocaPesca.
No mesmo dia arranca, no Cais 2, “Veleiros ao Luar: Street Food & Music”, iniciativa que se realiza a 5, das 17h00 às 24h00. Repete, nos dias 6 e 7, das 10h00 às 24h00, e 8, até às 13h00. A animação musical está presente, das 21h30 às 23h30, no evento que decorre à beira-rio.
As atenções ficam igualmente centradas no Cais 2, no dia 5, com a chegada do navio-escola Sagres, embarcação emblemática da Marinha Portuguesa que está aberta a visitas públicas, das 20h30 às 23h00, e, no dia seguinte, a 6, a grupos escolares, das 10h00 às 17h00.
Visitas públicas aos navios Creoula, Santa Maria Manuela e Vera Cruz estão também disponíveis nos dias 6, das 16h00 às 23h00, e 7, entre as 10h00 e as 23h00, dia em que também pode ser visitado o Sagres.
A Semana do Mar Setúbal 2017 proporciona ainda passeios de barco no rio Sado em embarcações tradicionais, nos dias 5, 6 e 7, com saídas às 10h30 e às 14h30. A iniciativa, gratuita, tem inscrições no sítio www.visitsetubal.com.pt. Mais informações pelo telefone 265 545 010.
Batismos de mar numa lancha de fiscalização rápida da Marinha Portuguesa, nos dias 6 e 7, das 10h00 às 18h00, com inscrições no stand da APSS instalado no Cais 2,fazem igualmente parte do programa.
Nestes dois dias há ainda experiências náuticas e batismos de mar, entre as 10h30 e as 16h00, mediante inscrições em www.biocenter.pt. Para mais informações deve ser contactado o número 969 455 033.
No dia 7, realizam-se uma regata, às 15h00, e um espetáculo de fogo-de-artifício, às 22h00.
A largada dos navios Sagres, Creoula, Santa Maria Manuela e Vera Cruz no último dia da Semana do Mar 2017, a 8, às 10h30, encerra com encanto o programa de atividades.
 
 
 
 

Mensagens populares