As vindimas já começaram na Quinta Nova

O primeiro facto curioso é que há 18 anos que a vindima não começava tão cedo por estas bandas contudo a festa de despedida do verão já começou e a vindima será realizada nos 85 ha de vinha da propriedade por cerca de um mês. Enquanto a adega já recebe a uva branca, as castas Tinta Amarela e Touriga Nacional estão prontas a ser colhidas e, contrariamente ao habitual, as castas Sousão e Tinto Cão estarão igualmente na mira das vindimadeiras nos próximos dias.
Durante este ano agrícola a Quinta Nova beneficiou de condições climáticas atípicas, caracterizadas pelo reduzido nível de precipitação, atingindo valores que representam a metade do habitual. Este cenário justificou uma maturação precoce e, por conseguinte, a aceleração da vindima em 2017.
Perspetiva-se uma quantidade superior à de 2016, impondo-se como principal desafio uma rápida colheita, evitando-se a sobrematuração e o stress hídrico. São ainda expectáveis resultados qualitativos positivos, com níveis físico-químicos equilibrados e ausência de tratamentos.
No início de mais uma vindima é sempre agradável pensar em desfrutar um pouco do Vale do Douro e usufruir do ambiente único durante este período do ano, com a proposta de experiências inesquecíveis. A par de várias provas de vinhos, os clientes poderão fazer a visita técnica que termina no Wine Museum Centre Fernanda Ramos Amorim, e ainda optar por deliciosas refeições especialmente preparadas no Conceitus ou estadias prolongadas num dos quartos voltados para as vinhas e para o rio.

Mensagens populares