Forte de S. Filipe em Setúbal abriu ao público


O Forte de S. Filipe, monumento nacional localizado em Setúbal, reabriu esta semana ao públicodepois de mais de dois anos de encerramento devido à instabilidade da encosta onde foi edificado.
 “Hoje, devolvemos à cidade aquele que é um dos seus monumentos mais icónicos”, assinalou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, na cerimónia que marcou a reabertura do forte ao usufruto da população.
No Forte de S. Filipe, edificado no século XVI, está instalada uma Pousada de Portugal, gerida pelo Grupo Pestana e atualmente encerrada ao público por não reunir as condições necessárias para o funcionamento de uma unidade hoteleira, devido às obras de sustentação que têm de ser feitas na encosta da fortaleza.
O monumento nacional volta, agora, a receber visitantes, na sequência de um contrato de concessão do Grupo Pestana à autarquia sadina das zonas de esplanada e de bar da pousada.
Enquanto as obras de sustentação da encosta não são concluídas, a Câmara Municipal fica responsável pela gestão das áreas cedidas, tendo, para isso, recuperado os espaços, incluindo a entrada principal e o túnel de acesso do Forte de S. Filipe, num trabalho que contou com a criatividade do decorador setubalense João Maria.
 Em paralelo foi também inaugurada a Feira Quinhentista do Forte de S. Filipe, que decorre até domingo com um vasto programa cultural, comércio e propostas gastronómicas de espírito medieval e renascentista. As entradas custam dois euros por pessoa e seis euros para grupos de quatro pessoas, crianças até aos 12 anos não pagam e a autarquia assegura serviço gratuito de autocarro entre a Casa da Baía, localizada na Avenida Luísa Todi, e o Forte de S. Filipe.
Este serviço está disponível ao público, sábado das 13h00 às 00h30, e no domingo, das 13h00 às 20h30. As saídas da Casa da Baía terminam uma hora antes.
 

Mensagens populares