Do mundo da Musica


LOCAL NATIVES APRESENTAM NOVO ÁLBUM DIA 07 DE JULHO ​NO PALCO HEINEKEN DO NOS ALIVE'17
Os norte-americanos Local Natives são mais uma confirmação para o NOS Alive’17. A banda de Silver Lake irá apresentar dia 07 de julho no Palco Heineken o mais recente longa duração “Sunlit Youth", editado no passado mês de setembro.
A banda que se apresentou ao público como Local Natives, em 2009, com o álbum “Gorilla Manor”, alcançou rapidamente a atenção da crítica e do público ao entrar para a terceira posição da tabela “New Artist Chart” da Billboard 200. Em 2013 seguiu-se o segundo disco de originais “Hummingbird”, que veio confirmar o talento e energia do quinteto liderado por Taylor Rice.



 BONOBO (LIVE) CONFIRMADO DIA 06 DE JULHO NO NOS ALIVE'17

Simon Green aka Bonobo, um dos nomes mais aguardados pelos fãs, é outra confirmação para o NOS Alive’17. O músico e produtor apresenta ao vivo dia 06 de julho no Palco Heineken, num live act, o seu sexto longa duração, o poderoso e magistral “Migration”, editado no passado mês de janeiro.

O novo disco de Bonobo é um trabalho que vem cimentar a posição do músico nos mais altos escalões da música eletrónica. “Migration” é talvez a tentativa mais ambiciosa do músico de captar as texturas da existência humana, através da conjugação das suas habilidades técnicas com a emoção, energia, alegria, melancolia, beleza e bom gosto que lhe é característico, numa obra de arte que conta com a participação de artistas como Rhye ou Nick Murphy.

"The North Borders” antecessor de “Migration”, editado em 2013, conquistou rapidamente os mais importantes tops, tendo ficado em #1 nas tabelas de música eletrónica no Reino Unido e nos Estados Unidos. Este trabalho foi apresentado com 175 concertos, em 30 países de quatro continentes, para cerca de dois milhões de fãs.





FLOATING POINTS (SOLO LIVE) NO PALCO HEINEKEN DO NOS ALIVE'17 DIA 08 DE JULHO


Diretamente das pistas de dança mais conhecidas do mundo para o Palco Heineken, Sam Shepherd aka Floating Points, fundador da Eglo Records, leva até ao NOS Alive dia 08 de julho o álbum de estreia “Elaenia” e uma longa lista de bem sucedidos singles e EPs.


A sonoridade do neurocientista que se tornou DJ e produtor conta com um sentido estético único que junta a eletrónica ao jazz. Ao longo de nove anos a produzir EPs e singles, Shepherd explorou vários estilos entre eles dubstep, eletrónica, deep house, chillout e claro, o jazz. Estilos esses que culminaram num álbum único e incomparável, “Elaenia”, o disco que posicionou o músico como um dos mais influentes no cenário underground londrino.


Após o êxito do álbum de estreia surge “Kuiper” um EP de 18 minutos gravado com banda ao vivo. Floating Points irá marcar presença no último dia do NOS Alive’17 com um live solo que vai desafiar os fãs a dançar sem parar. O músico junta-se aos já anunciados Depeche Mode, Imagine Dragons, Fleet Foxes, Kodaline, Peaches, Cage The Elephant e Spoon.



TIAGO BETTENCOURT PRIMEIRO ARTISTA NACIONAL CONFIRMADO NO NOS ALIVE'17
O NOS Alive continua a somar pontos ao ambicioso cartaz, desta vez com a confirmação do primeiro artista nacional que se junta ao alinhamento da 11.ª edição. Tiago Bettencourt sobe ao Palco NOS dia 07 de julho, mesmo palco dos já anunciados Foo Fighters e The Kills. O músico vai percorrer no segundo dia do festival os grandes êxitos da sua carreira, assim como apresentar em primeira mão temas do seu próximo álbum de estúdio.
O sexto disco de originais de Tiago Bettencourt, com data de edição agendada para o primeiro semestre do ano, já conta com um single editado. “Se me deixasses ser”, o novo tema do músico apresentado a 09 de janeiro, já somou mais de 450 mil visualizações no YouTube.
Segundo Tiago, houve um ambiente especial que influenciou a criação e o desenvolvimento deste incrível single. “Percebi o caminho que a canção ia tomar quando estava com a banda numa quinta em Marçal do Chão. Estava calor, as janelas abertas e os instrumentos montados na sala. Foram dias em que as tardes entardeciam sem pressa e a canção saiu também ela cheia de ar, embora o resto do arranjo tenha crescido em minha casa, num pequeno espaço sem janelas.  Os teclados trazem de volta universos que já vivi, mas sem querer ser Passado outra vez. Há uma melancolia reconfortante em determinados sons e foi isso que procurei para ilustrar a letra. É uma canção contida, mas intensa. Pode ser uma promessa, ou um sonho, ou uma ambição. Fala daquilo que queremos ser quando alguém confia em nós. Se o conseguimos ser é outra história, este é apenas o momento em que se acredita, o segundo cego em que se contempla essa inocência e a entregamos frente a um precipício como se não existisse tempo ou espaço ou cicatrizes pelo corpo.”
Tiago Bettencourt promete levar os festivaleiros numa viagem ao seu lado mais aventureiro, um concerto onde o artista vai percorrer os grandes êxitos da carreira e apresentar temas do novo disco. O artista junta-se assim aos grandes nomes já anunciados para dia 07 de julho como Foo Fighters, The Kills, Local Natives, Parov Stelar, Savages, Warpaint e Wild Beasts

 

A EVERYTHING IS NEW E A ALTO E BOM SOM APRESENTAM A 7.ª EDIÇÃO DO FESTIVAL DO FADO MADRID DE 30 DE JUNHO A 2 DE JULHO

O Festival Fado Madrid está de regresso ao Teatro Del Canal nos dias 30 de junho e 01 e 02 de julho, com a temática “El Fado y las Artes”. O festival vai contar com um cartaz de luxo com três dos nomes mais sonantes do Fado. Raquel Tavares, Gisela João e Camané. O festival vai contar ainda com uma exposição, conferências e duas curtas-metragens com os temas “El Fado y el cine de animación” e “Fado”.

A 7.ª edição apresenta três concertos que prometem levar até Madrid o melhor que se faz do novo e contemporâneo Fado em Portugal. Raquel Tavares (30 junho) Gisela João (1 julho) Camané (2 julho).

A exposição “El Fado En El Arte Portuguesa” irá marcar a abertura do Festival. Será possível encontrar as raízes do Fado como símbolo da cidade de Lisboa e história cultural do País, assim como o papel que teve na afirmação da identidade cultural e no diálogo cultural entre as comunidades.

Dedicado ao cinema, os espectadores vão poder assistir a duas curtas-metragens debruçadas sobre os temas “El Fado y el Cine de animación” da curadoria de Fernando Galrito, que retrata a importância do Fado na essência da alma e a forma como vários realizadores o utilizaram em cinema e “FADO” do realizador Maurice Mauriad, que contextualiza o estilo num ambiente marginal dentro de um bairro boêmio de Lisboa.

Já o ciclo de conferências terá como temas “Al Fado todo se dibuja” a cargo do ilustrador Nuno Saraiva e “Imágenes Del Fado En El Arte Portuguesa” a cargo de Sara Pereira, diretora do Museu do Fado.

O Festival Fado Madrid tornou-se uma referência a nível mundial para este género musical, sendo hoje a maior mostra de Fado no mundo.

 Teatros del Canal (30 junho a 2 julho)

 Sala Roja | 20h30

 30 de Junho – Raquel Tavares

 01 de Julho – Gisela João

 02 de Julho – Camané





BENJAMIN BOOKER COM ESTREIA ABSOLUTA EM PORTUGAL DIA 08 DE JULHO NO PALCO HEINEKEN DO NOS ALIVE'17


Com estreia absoluta em Portugal, o NOS Alive orgulha-se de apresentar Benjamin Booker dia 08 de julho no Palco Heineken. O artista vai apresentar “Witness”, o segundo longa duração, com data de lançamento agendada para dia 02 de junho.


Três anos após o bem-sucedido álbum de estreia homónimo, Booker regressa a estúdio e traz até ao NOS Alive o seu segundo registo de originais. Este novo trabalho é a criação mais ambiciosa do artista, que procurou escavar profundamente a sua paixão pelo excêntrico Soul, R&B e Blues, sem, no entanto, se desligar das intensas influências do garage-punk, que fizeram do seu primeiro disco um sucesso criativo em todo o mundo.


Os dez temas de "Witness" foram escritos pelo músico, produzidas por Sam Cohen (Kevin Morby), mixadas por Shawn Everett (Alabama Shakes) e gravadas nos famosos estúdios The Isokon Studio, em Woodstock, e Red Delicious Studio, em Nova York.


Benjamin conquistou a indústria após o lançamento de “Benjamin Booker”, em 2014,  destacado pelos principais títulos da indústria como um disco brilhante. O êxito do primeiro trabalho garantiu ao artista presença nos maiores festivais do mundo, lugar na digressão de Jack White e ainda atuações no Jools Holland, Letterman e Conan O’brien.


Booker promete um concerto inesquecível no último e já esgotado terceiro dia do NOS Alive’17.


 
THE CULT JUNTAM-SE AO ALINHAMENTO DO PALCO NOS DIA 07 DE JULHO NO NOS ALIVE'17
The Cult,  os monstros do rock britânico, juntam-se ao alinhamento do Palco NOS, dia 07 de julho, ao lado dos já anunciados Foo Fighters, The Kills e Tiago Bettencourt. O grupo leva até ao NOS Alive’17 o 10.º álbum de originais, “Hidden City”, editado em fevereiro de 2016, bem como os hits que marcaram a carreira do grupo desde 1983.
 
A histórica banda do Yorkshire, liderada por Ian Astbury e Billy Duffy, que já conta com mais de 30 anos de carreira e 10 discos de originais na bagagem, é um dos nomes mais marcantes do rock e garantidamente uma das mais impressionantes bandas em palco.
“Hidden City” é o disco que encerra a trilogia que teve como antecessores “Born Into This”, editado em 2007, e “Choice of Weapon” de 2012. Os The Cult são Ian Astbury (voz), Billy Duffy (guitarra), John Tempesta (bateria), Grant Fitzpatrick (baixo) e Damon Fox (teclas e guitarra rítmica).

COURTEENERS JUNTAM-SE AO ALINHAMENTO DE LUXO DO PALCO NOS DIA 07 DE JULHO
Está fechado o alinhamento de dia 07 do Palco NOS para a 11.ª edição do NOS Alive. Ao cartaz que conta com os Foo Fighters, The Kills, The Cult e Tiago Bettencourt, diretamente do Reino Unido, juntam-se os Courteeners.
Após quatro álbuns incrivelmente bem sucedidos a banda vem apresentar o seu mais recente longa-duração “Mapping The Rendezvous”. O disco que vive da alegria de viver e da energia eletrizante das melodias, conta com 11 temas e é o primeiro lançamento da banda de Middleton desde o “Concrete Love" em 2014.
O vocalista Liam Fray acrescenta “After four albums it felt like a real vindication, as much for the fans who came along as for us as a band. It made us step back and think – hang on, we’re not finished yet. It was as if playing those shows gave us a new lease of life

DIGITAL 21 + STEFAN OLSDAL NA PRIMEIRA PARTE DOS CONCERTOS DE PLACEBO EM LISBOA E GONDOMAR

Digital 21 + Stefan Olsdal, o projecto que junta Miguel López Mora e Stefan Olsdal (Placebo), vai subir ao palco na primeira parte dos concertos de celebração dos 20 anos de carreira dos Placebo, que se realizam dia 01 de maio no Pavilhão Multiusos de Gondomar e dia 02 de maio no Coliseu de Lisboa.

O projecto recentemente formado pelo pioneiro da música eletrónica espanhola, Miguel Mora, e pelo co-fundador dos Placebo, Stefan Olsdal, apresentou-se ao público com os primeiros temas “War", "Rebellion" (remisturado por Dave Clarke), "She" ou "Spaces" ft. Margrét Rán (da banda islandesa Vök). O som híbrido da dupla foi considerado pela imprensa especializada como um dos grandes lançamentos do ano.

Para comemorar 20 anos de lançamento do álbum de estreia, os Placebo voltam à estrada e brindam Portugal com dois concertos em nome próprio no próximo mês de maio. A banda de rock alternativo sobe ao palco do Pavilhão Multiusos de Gondomar dia 01 de maio e no dia seguinte atua no Coliseu de Lisboa. A banda traz a Portugal mais de duas décadas de canções de sucesso, que contam com hits como “Running Up That Hill”, “Every You Every Me”, “Song To Say Goodbye”, “Pure Morning”, entre muitos outros.

De forma a registar a carreira de sucesso da banda, os Placebo lançaram recentemente uma coletânea apelidada “A Place for Us to Dream”, que reúne os maiores êxitos e ainda um tema inédito, “Jesus Son”. Além da compilação retrospectiva de 20 anos, o grupo lançou também um EP chamado “Life’s What You Make it”, que reúne seis temas, que até então eram desconhecidos do público, incluindo a nova música e uma versão de “Life’s What You Make it”, dos Talk Talk.


Mensagens populares