A Nova Biblioteca de Castro Marim saiu à Rua


Foi recentemente apresentada a nova iniciativa da Biblioteca Municipal de Castro Marim, “Um Livro Roubado”.
Nesta altura foram dispersas pelas ruas do concelho pequenas réplicas da Biblioteca Municipal de Castro Marim, compostas pelos livros de um fundo doado à biblioteca municipal por Ivan Dias, realizador de cinema.
 “Estamos a fazer história hoje”, garantiu o presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral, referindo a bibliomóvel como iniciativa também exemplar, mas realçando que esta é a primeira vez em que “fazemos os nossos jovens encalharem na biblioteca”, numa utilização das estratégias do “marketing de guerrilha” em prol do ensino e da cultura, contrariando uma tendência que se torna cada vez mais real em Portugal, “os hábitos de leitura estão a perder-se e até existe alguma dependência das nossas crianças e jovens e até adultos relativamente às redes sociais e aos videojogos com alguma violência”.
Os leitores interessados podem agora levar consigo um livro sem data de devolução marcada, fazendo-o substituir por outro, numa tentativa de se criar uma rede de cultura e conhecimento de fácil acesso e interação. O objetivo é inspirar os futuros leitores a “roubarem” o livro sem ser necessário recorrer a empréstimo formal, à luz da história do doador do referido fundo documental, agora denominado “Um livro Roubado”. “Daqui a um ano, vamos, com certeza, aumentar significativamente o número de leitores em Castro Marim”, declarou a vice-presidente e vereadora da Cultura, Filomena Sintra, lançando ao público o repto de partilharem as histórias que vão lendo com a #umlivroroubado.
Todos os livros de “Um Livro Roubado” estão sinalizados com um autocolante e um panfleto que contextualiza a iniciativa e que convida o leitor a conhecer a Biblioteca Municipal, onde se encontra todo o fundo documental residente.
A próxima fase será ligar esta iniciativa à ação “Bookcrossing”, um conceito mundialmente conhecido e que consiste da prática de deixar um livro num local público, para que outros o encontrem e o possam ler, libertando-o depois e assim sucessivamente.

Mensagens populares